Flexão nominal e verbal

Flexão nominal e verbal

Data última atualização: 16/01/2017

Além do conteúdo teórico eu coloquei exercícios para você praticar. No final dela coloquei também uma videoaula bem interessante que complementará seus estudos.

Esta matéria também é pedida da seguinte forma:

Flexão nominal da língua portuguesa: padrões regulares e formas irregulares.
Flexão verbal da língua portuguesa: padrões regulares e formas irregulares.

Tenho uma postagem que tem todas as matérias que caem em concursos públicos sobre Português e seria interessante dar uma olhada: Português para concursos 2017

E você, qual o concurso você vai fazer? Faça um comentário para mim, pois posso fazer postagens direcionadas para ele e te ajudar mais. Aproveita também para inscrever seu e-mail para receber conteúdos todos os dias.

Dica: Para você que não esta encontrando o conteúdo que precisa ou prefere estudar por apostilas dá uma olhada no site Apostilas Opção, lá eles tem praticamente todas as apostilas atualizadas de todos os concursos abertos. Caso queira saber por que indico as Apostilas opção clique aqui!

Bons estudos!

gramatica

Índice da postagem:

Flexão nominal: Gênero ( Masculino e feminino) e Número (singular e plural)

Flexão verbal: Pessoa, número, tempo e modo.

Voz

Exercícios

Vídeoaula

 

 

Flexão nominal e verbal:

O que é exatamente?

São morfemas colocados no final das palavras para indicar flexões verbais ou nominais.

Elas podem ser:

Flexões Nominais:

indicam gênero e número Ex.: casa – casas, gato – gata

De gênero:

Os substantivos masculinos são antecedidos pelo artigo “o”. Como exemplo temos os substantivos o lança-perfume, o tapa, o champanha, o dó, o diabetes.

Já os substantivos femininos são antecedidos pelo artigo “a”. É o caso de a agravante, a bacanal, a fênix, a alface, a ênfase, a poetisa.

A maioria dos substantivos têm duas formas: uma para o masculino, e outra para o feminino. São os substantivos biformes. Veja algumas regras de formação do feminino:

1) Substantivos terminados em -o mudam para -a. o sapo = a sapa o canário = a canária o piloto = a pilota

2) Substantivos terminados em -ão mudam para -ã, outros para -oa e ainda para -ona (neste caso, em aumentativos). o capitão = a capitã o tecelão = a tecelã/ teceloa o chorão = a chorona

3) Substantivos terminados em -or formam o feminino com o acréscimo de -a. o doutor = doutora o coletor = coletora o trabalhador = trabalhadora

4) Alguns substantivos terminados em -or podem fazer feminino mudando essa terminação para -eira. o arrumador = a arrumadeira o lavador = lavadeira o trabalhador = trabalhadeira 0 sufixo -eira pode indicar qualidade e, portanto, adjetivação: mulher trabalhadeira; pessoa faladeira

5) Alguns substantivos com terminação -e podem fazer o feminino mudando a terminação para -a. o infante = infanta o governante = a governanta o elefante = a elefanta

6) Substantivos terminados em -ês, -L e -z fazem o feminino com o acréscimo de -a. o freguês =a freguesa o oficial = oficiala o juiz = juíza

Há ainda substantivos que são masculinos ou femininos, conforme o sentido com que se acham empregados:

a cabeça (parte do corpo)/ o cabeça (o chefe) a grama (relva)/ o grama (unidade de peso)

De números:

Os nomes ( substantivos, adjetivos, pronomes, numerais ), de modo geral admitem a flexão de número: Singular e plural.

Plural dos substantivos simples

Continua na parte 2

19 Responses »

    • Oi Elaine verifiquei este link que você mandou e não tinha nada sobre este concurso. Pesquisei na internet e o último concurso foi em 2012.
      Se estiver aberto me manda o link do edital que fica mais fácil.
      Abraços
      Eder

    • Oi Rafaela o site é confiável sim. Sou formado em Ciências econômicas e já fui concurseiro e tenho facilidade de procurar conteúdos em sites de referência. Além disso coloco as fontes para valorizar elas e para você verificar. Faço as postagens da seguinte forma: Vejo todas as postagens do tema e verifico o conteúdo de cada um analisando todo o texto. Depois disso monto uma postagem com o que tem de melhor e completo, pois na maioria das vezes as postagem são incompletas e juntando partes em uma só fica bem melhor. Minha intenção é facilitar a pesquisa do concurseiro para ajudá-lo a passar no concurso.
      Abraços
      Eder

    • Oi Victoria mandando o link facilita muito, obrigado.
      Olhei o edital e tem muitas matérias deste concurso no site, já dá para ir estudando.
      Esta semana farei uma postagem com este conteúdo para facilitar a encontrar as matérias.
      Cadastra seu e-mail no site para receber as atualizações
      Abraços
      Eder

    • Oi Charlene posso te ajudar sim. Olhei o edital e no site já tem muitas matérias que você já pode estudar. Durante a semana vou fazer uma postagem do conteúdo programático que te facilitará a localização das matérias. Cadastra seu e-mail no site para receber as atualizações
      abraços e espero ter ajudado
      Eder

    • Oi Aline, para passar em um concurso público não é tão difícil como parece. Estudar é muito importante, mas os concurseiros a meu ver erram em detalhes pequenos. Tentarei ser objetivo para a resposta não ficar grande. O seu maior rival é você mesmo.Independente da quantidade de candidato ou vagas se você acertar de 75% a 85% você passa. Só se o concurso for fácil que esta média seria maior.Parece alto certo? mas se você estudar e a prova for de 100 questões, você poderá errar de 25 a 15 questões. Levando em consideração que você vai saber várias e vai ter muitas questões que ficará em dúvida em duas alternativa, fica fácil certo? Concluindo não pense nos outros, pense em você. Outro erro é interpretação de textos ( perguntas também). Sugiro ler muito, independente do estilo de obra.
      Agora para finalizar para mim a mais importante e a maioria das pessoas não pensam assim:
      Encare como uma faculdade. Como assim? explico: Você estuda de 4 a 5 anos para depois poder exercer uma profissão. Funcionário público não deixa de ser uma profissão certo? Vire uma profissional de concurso. Comece a se preparar hoje para os próximos 4 a 5 anos. Estude português, matemática, raciocínio lógico, direito administrativo e constitucional. Estas matérias caem em quase todos os concursos. Se quer na área jurídica (TST, TJ, TRT e etc) foque matérias de leis como direito penal, direito processual, direito eleitoral e etc…
      Se for outro ramo o raciocínio é o mesmo. Fazendo isso você verá que durante este 4 a 5 anos você passará não só em um concurso, mas em vários.
      Abraços
      E espero ter ajudado
      Eder

      • Só complementando…….. sei que você já é formada em psicologia, mas fica a última dica como opção
        Abraços

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *