Compreensão e interpretação de textos de gêneros variados

Compreensão e interpretação de textos de gêneros variados

MAPA DA POSTAGEM:


Esta postagem foi desenvolvida da seguinte forma: Primeiro coloquei a parte teórica. Depois coloquei alguns exercícios, um link para questões de concursos e duas videoaulas para reforçar o conteúdo.

Lembro que tenho três postagens que você pode se interessar. Uma com matérias de português completo , outra com o conteúdo do concurso do TRE-SP 2016. e Como estudar para concurso público

Gostaria de lembrar também que tenho um livro de aventura que publiquei a versão final em e-book no Amazon, A fortaleza do Centro, dá uma olhadinha nele é muito legal.

Bons estudos!


 

ifes2016

ATENÇÃO: FIZ UM COMPLEMENTO DESTA MATÉRIA. RECOMENDO LER AS DUAS: Compreensão e interpretação de textos (Complemento)

1º Resumo sobre o assunto

2º Um texto retirado da internet desenvolvido pelo vestibular1

3º Um Texto feito pelo colégio Energia com dicas para Analisar, Compreender e Interpretar Textos publicado nosite mundo vestibular.

4º Várias vídeos aulas que aconselho a assistir a todas, pois apesar de  ser o mesmo tema, sempre tem algo a acrescentar.

5º 3 links para sites com exercícios para você praticar.

1º Resumo sobre o assunto:

É função social da escola possibilitar ao aluno o desenvolvimento das competências de leitura e escrita de gêneros variados. É o ler para aprender. Saber ler e interpretar diferentes tipos de textos em diferentes linguagens, saber analisar e interpretar informações, fatos e idéias, ser capaz de coletar e organizar informações, além de estabelecer relações, formular perguntas, selecionar e mobilizar informações, são habilidades básicas para o exercício da cidadania tanto quanto para a vida escolar.Construir o conhecimento, tanto científico como matemático, requer uma série de procedimentos de leitura e escrita que são tarefas do professor de Ciências e Matemática. Cada área do conhecimento tem estruturas próprias de organização textual. Saber ler e escrever numa área não significa saber ler e escrever em outra. A compreensão dos textos que subsidiam o trabalho das diversas disciplinas depende necessariamente do conhecimento prévio que o leitor tiver sobre o tema e da familiaridade que tiver construído com a leitura de textos do gênero. É tarefa de todo professor, portanto, independentemente da área, ensinar, também, os procedimentos de que o aluno precisa dispor para acessar os conteúdos da disciplina que estuda. Produzir esquemas, resumos que orientem o processo de compreensão dos textos,bem como apresentar roteiros que indiquem os objetivos e expectativas que cercam o texto que se espera ver analisado ou produzido não pode ser tarefa delegada a outro professor que não o da própria área.Aliadas à leitura estão a compreensão e a interpretação de textos, na medida em que focalizam discussões para determinadas estratégias de escrita, ampliando o conhecimento lingüístico, textual e de mundo dos alunos.

Postagem recomendada: Como estudar para concursos públicos

postagem recomentada: Como passar em concursos da CESPE

2º Um texto retirado da internet desenvolvido pelo vestibular1 

compreensao_interpretacao_texto

3º Um Texto feito pelo colégio Energia com dicas para Analisar, Compreender e Interpretar Textos publicado no site mundo vestibular.

É comum encontrarmos alunos se queixando de que não sabem interpretar textos. Muitos têmaversão a exercícios nessa categoria. Acham monótono, sem graça, e outras vezes dizem: cada um tem o seu próprio entendimento do texto ou cada um interpreta a sua maneira.

No texto literário, essa idéia tem algum fundamento, tendo em vista a linguagem conotativa, os símbolos criados, mas em texto não-literário isso é um equívoco. Diante desse problema, seguem algumas dicas para você analisar, compreender e interpretar com mais proficiência.1º – Crie o hábito da leitura e o gosto por ela. Quando nós passamos a gostar de algo, compreendemos melhor seu funcionamento. Nesse caso, as palavras tornam-se familiares a nós mesmos. Não se deixe levar pela falsa impressão de que ler não faz diferença. Também não se intimide caso alguém diga que você lê porcaria. Leia tudo que tenha vontade, pois com o tempo você se tornará mais seleto e perceberá que algumas leituras foram superficiais e, às vezes, até ridículas. Porém elas foram o ponto de partida e o estímulo para se chegar a uma leitura mais refinada. Existe tempo para cada tempo de nossas vidas. Não fique chateado com comentários desagradáveis.

2º – Seja curioso, investigue as palavras que circulam em seu meio.

3º – Aumente seu vocabulário e sua cultura. Além da leitura, um bom exercício para ampliar o léxico é fazer palavras cruzadas.

4º – Faça exercícios de sinônimos e antônimos.

5º – Leia verdadeiramente. Somos um País de poucas leituras. Veja o que diz a reportagem, a seguir, sobre os estudantes brasileiros.

Dados do Programa Internacional de Avaliação de Alunos (Pisa) revelam que, entre os 32 países submetidos ao exame para medir a capacidade de leitura dos alunos, o Brasil é o pior da turma. A julgar pelos resultados do Pisa, divulgados no dia 5 de dezembro, em Brasília, os estudantes brasileiros pouco entendem do que lêem. O Brasil ficou em último lugar, numa pesquisa que envolveu 32 países e avaliou, sobretudo, a compreensão de textos. No Brasil, as provas foram aplicadas em 4,8 mil alunos, da 7a série ao 2º ano do Ensino Médio.

6º – Leia algumas vezes o texto, pois a primeira impressão pode ser falsa. É preciso paciência para ler outras vezes. Antes de responder as questões, retorne ao texto para sanar as dúvidas.

7º – Atenção ao que se pede. Às vezes a interpretação está voltada a uma linha do texto e por isso você deve voltar ao parágrafo para localizar o que se afirma. Outras vezes, a questão está voltada à idéia geral do texto.

8º – Fique atento a leituras de texto de todas as áreas do conhecimento, porque algumas perguntas extrapolam ao que está escrito. Veja um exemplo disso:

Texto:

Pode dizer-se que a presença do negro representou sempre fator obrigatório no desenvolvimento dos latifúndios coloniais. Os antigos moradores da terra foram, eventualmente, prestimosos colaboradores da indústria extrativa, na caça, na pesca, em determinados ofícios mecânicos e na criação do gado. Dificilmente se acomodavam, porém, ao trabalho acurado e metódico que exige a exploração dos canaviais. Sua tendência espontânea era para as atividades menos sedentárias e que pudessem exercer-se sem regularidade forçada e sem vigilância e fiscalização de estranhos.

(Sérgio Buarque de Holanda, in Raízes)

– Infere-se do texto que os antigos moradores da terra eram:

a) os portugueses.
b) os negros.
c) os índios.
d) tanto os índios quanto aos negros.
e) a miscigenação de portugueses e índios.

(Aquino, Renato. Interpretação de textos, 2ª edição. Rio de Janeiro : Impetus, 2003.)

Resposta: Letra C. Apesar do autor não ter citado o nome dos índios, é possível concluir pelas características apresentadas no texto. Essa resposta exige conhecimento que extrapola o texto.

9º – Tome cuidado com as vírgulas. Veja por exemplo a diferença de sentido nas frases a seguir.

CONTINUA NA PARTE 2

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *