Ética e moral

Ética e moral

Este post foi desenvolvido da seguinte forma:

Coloquei um pequeno resumo da diferença entre ética e moral. Apesar de pequeno é bem explicativo. Texto retirado do site Nota positiva e foi escrito por Carolina Oliveira. Coloquei também uma apostila baixada na internet desenvolvida por cursos Solon, com o tema Ética: Conceitos: ética, moral, valores e virtudes para o concurso da Caixa de 2008;

Um link para uma apostila de Ética, Produzida pelo MEC para o ensino fundamental. Esta matéria é interessante para aprofundamento sobre o tema;

Um link que tem uma postagem sobre a diferença entre ética e moral;

Coloquei um texto desenvolvido por Eduardo Carvalho, A ética e a cidadania podem ser ensinadas? no Blog Educação  que vale a pena ler, pois o início caiu em uma pergunta do concurso da Caixa de 2010.

E você, qual o concurso você vai fazer? Deixe um comentário para mim, pois posso fazer postagens direcionadas para ele e te ajudar mais. Aproveita também para inscrever seu e-mail para receber conteúdos todos os dias.

Dica: Para você que não esta encontrando o conteúdo que precisa ou prefere estudar por apostilas dá uma olhada no site Apostilas Opção, lá eles tem praticamente todas as apostilas atualizadas de todos os concursos abertos. Caso queira saber por que indico as Apostilas Opção clique aqui!

Bons estudos!

Coloquei um pequeno resumo da diferença entre ética e moral. Apesar de pequeno é bem explicativo. Texto retirado do site Nota positiva e foi escrito por Carolina Oliveira.

A Ética

 Diferença entre ética e moral:

  1. Ética é o principio, moral são aspectos de condutas especificas;

  2. Ética é temporal, moral é temporária;

  3. Ética é universal, moral é cultural;

  4. Ética é a teoria e Moral é a prática

    5. Ética é teoria, moral é prática

A Ética é a “vida mora pensada”, pois, reflete criticamente o que a moral estabelece. A moral é o conjunto de regras concretas.

A ética é a disciplina filosófica onde reflete criticamente a moral, para assim por em pratica se for o correto.

A ética é importante por que respeita os outros e a dignidade humana, ética é o que todos temos só falta desenvolver e acreditar no bem, a ética nos orienta e nos ajuda para uma vida boa; Mas boa em que sentido? No sentido do bem, fazer o bem para com as pessoas, ajudar, orientar e pensar em outros e pensar neles também para podermos ser felizes, atingir a felicidade está também em atingir a felicidade do outro. A ética é praticada sem nenhum tipo de determinação vem de dentro, do consciente.

Valores: Normas Morais:
Verdade: Não Mentirás
Vida: Não Matarás

 A Moral

Afinal o que é a moral? A moral é o conjunto de regras, normas de uma sociedade ou região, é importante porque  há muitas pessoas que desrespeitam as leis e são de um instinto mal.

A Moral é importante por que não temos piloto automático e nossa sociedade é muito cruel. A moral é um conjunto de conduta, A moral é o ” TU DEVES”.

A Moral e a ética são temporais, ou seja, ao longo do tempo se vai modificando, evoluindo, por que estão abertos a novos conceitos e criticas.

A moral não pensa na Liberdade e na dignidade do individuo, e a ética tem como ponto de partida esses dois valores.

Coloquei uma apostila baixada na internet desenvolvida por cursos Solon, com o tema Ética: Conceitos: ética, moral, valores e virtudes para o concurso da Caixa de 2008;

etica

Um link para uma apostila de Ética, Produzida pelo MEC para o ensino fundamental. Esta matéria é interessante para aprofundamento sobre o tema;

etica-2

Coloquei um texto desenvolvido por Eduardo Carvalho, A ética e a cidadania podem ser ensinadas? que vale a pena ler, pois o início caiu em uma pergunta do concurso da Caixa de 2010.

A ética e a cidadania podem ser ensinadas?

 
Utilizando a vídeo-aula do Prof. José Sérgio Carvalho para o curso de Especialização “Ética, valores e cidadania na escola” (EVC – USP/Univesp), acrescento informações para contribuir no debate.
A simples existência da moral em uma sociedade não significa a presença explícita de uma ética, entendida como filosofia moral, isto é, uma reflexão que discute, problematiza e interpreta os significados dos valores morais
No Ocidente, essa ética ou filosofia moral inicia-se com Sócrates, que perguntava aos atenienses o que eram os valores nos quais acreditavam e que respeitavam ao agir (coragem, justiça, amizade, bem, etc.). Essas perguntas terminavam sempre por revelar que os atenienses respondiam sem ter refletido sobre o que diziam, repetindo apenas o que lhes fora ensinado desde a infância. Ética e moral de uma sociedade referem-se ao seu conjunto de costumes tradicionais e, como tais, são considerados valores e obrigações para a conduta de seus membros. Em Atenas, Sócrates indagava o que eram esses costumes da sociedade, de onde vinham, o que valiam.
Definindo melhor o campo das ações éticas, Aristóteles diz que as ações não são definidas apenas pela virtude e pela obrigação, mas pertencem também à parte da realidade na qual podemos deliberar e tomar decisões: não deliberamos ou decidimos sobre o necessário (eventos e leis da Natureza), pois é independente da ação humana; deliberamos e decidimos sobre tudo o que, para ser e acontecer, depende da vontade e da ação humana.
Assim, à consciência moral de Sócrates, Aristóteles acrescenta a vontade guiada pela razão (vontade racional) como outro elemento fundamental da vida ética. A vontade racional, a deliberação e a escolha dependem de uma virtude presente em todas as outras: a sabedoria prática (ou prudência).
O prudente é aquele que, em todas as situações, é capaz de julgar e avaliar qual a atitude e qual a ação que melhor realizarão a finalidade ética, ou seja, entre as várias escolhas possíveis, qual é a mais adequada para que o sujeito seja virtuoso e realize o que é bom para si e para os outros.
Demócrito e Protágoras (ao centro), de Salvator
Rosa (1663-64).

Trazendo a discussão para o campo da Educação, o Prof. José Sérgio Carvalho (USP) lembra uma questão proposta por Sócrates: se a formação ética é possível, quem tem o direito a formar? Quem é o mestre nas qualidades de cidadão? Por outro lado, como nós professores poderíamos renunciar em formar nossos alunos para as virtudes públicas e privadas? Citando os escritos de Platão sobre um rival de Sócrates, utiliza respostas advindas de Protágoras, concluindo que a ética não é uma disciplina especializada: os valores que guiam nossas condutas são práticas sociais, influenciadas por todo o entorno social. Em Educação, a formação ética de nossos alunos conta com a participação dos professores e da escola, mas não se esgota nela: a igreja, a mídia, a família, entre outros meios sociais, influenciam na formação ética. Dentro do ambiente escolar, ocupar-se com tal formação é uma tarefa de todos os que trabalham na escola. Além disso, não deve ser alocada na grade curricular, mas a ética não se desvincula dos conteúdos ensinados.

 Portanto, desde a era Clássica já existia a noção de que as áreas do conhecimentos propostas pela escola podem trabalhar virtudes e valores éticos, sem a necessidade de se criar novas disciplinas a cada nova exigência da sociedade.
 
Eduardo Carvalho
Pólo de Praia Grande

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *