Categoria: Matemática Financeira

Juros e desconto simples

O QUE VOCÊ VAI ENCONTRAR AQUI Juros simples Desconto simples no fim da postagem tem uma videoaula explicando o assunto Juros e desconto simples   Juros Simples: Podemos definir juros como o rendimento de uma aplicação financeira, valor referente ao atraso no pagamento de uma prestação ou a quantia paga pelo empréstimo de um capital. …

Continue lendo

Taxas de juros: nominal, efetiva, equivalentes, proporcionais, real e aparente – Parte 2

Exercícios sobre taxas de juros (Proporcional, Nominal, Efetiva, Equivalente, Real e Aparente) 1) Qual a taxa de juros anual equivalente a 1% a. m.? 2) Determinar as taxas semestral e mensal, proporcionais à taxa de 24% ao ano. 3) Qual é a taxa proporcional ao ano de uma taxa de 3,5% ao trimestre? 4) Qual …

Continue lendo

Sistema de amortização misto (SAM)

Esta postagem foi desenvolvida da seguinte forma: 1º Material  feito por Ulysses Sodré no site da Sercomtel com o Tema Introdução para a Amortização onde consta a matéria geral inclusive a Amortização mista. 2º Uma questão comentada de concurso retirado do site caiu no concurso 3º Link para uma pequena apostila desenvolvida por Herbert Kimura …

Continue lendo

Cálculo financeiro: custo real efetivo de operações de financiamento, empréstimo e investimento

Cálculo financeiro: custo real efetivo de operações de financiamento, empréstimo e investimento O CET, ou Custo Efetivo Total, refere-se ao total de encargos a serem pagos pelo cliente em uma operação de empréstimo ou financiamento. É expresso em forma de percentual anual e inclui as taxas de juros, tributos, tarifas, gravames, IOF, registros, seguros e demais …

Continue lendo

Planos ou Sistemas de Amortização de Empréstimos e Financiamentos – Parte 2

  Sistema de Amortização Crescente – SACRE Este sistema de amortização é utilizado SOMENTE pela Caixa Econômica Federal. A diferença básica entre este sistema e os outros é o de apresentar o valor da parcela de amortização superior, proporcionando um redução mais rápida do saldo devedor. Também neste plano a prestação inicial pode comprometer até 30% da …

Continue lendo

Planos ou Sistemas de Amortização de Empréstimos e Financiamentos

Planos ou sistemas de amortização de empréstimos e financiamentos Esta postagem foi desenvolvida da seguinte forma: Postagem retirada do site matemática didática postada por Alexandre Corrêa, Contador Público no Município de Porto Alegre.  Coloquei também uma Postagem retirada do site Financenter que faz uma comparação entre os Sistemas de Amortização. Duas vídeos aulas sobre o sistema …

Continue lendo

Juros Simples

No final da postagem coloquei uma videoaula. Não esqueça de dar uma olhadinha no meu livro de aventura A Fortaleza do Centro. Coloquei o ebook no Amazon e dá para você ler os 3 primeiros capítulos. A Fortaleza do Centro Bons estudos!   Juros Simples: Podemos definir juros como o rendimento de uma aplicação financeira, …

Continue lendo

Juros Simples, Juros Compostos, Montante e Desconto – Parte 4

Desconto Simples Comercial (por fora): O cálculo deste desconto é análogo ao cálculo dos juros simples, substituindo-se o Capital P na fórmula de juros simples pelo Valor Nominal N do título. Desconto por fora Juros simples D = N i n j = P i n N = Valor Nominal P = Principal i = taxa …

Continue lendo

Juros Simples, Juros Compostos, Montante e Desconto – Parte 3

Conexão entre as taxas real, efetiva e de inflação: A taxa Real não é a diferença entre a taxa efetiva e a taxa da inflação. Na realidade, existe uma ligação íntima entre as três taxas, dadas por: 1+iefetiva = (1+ireal) (1+iinflação) Exemplo: Se a taxa de inflação mensal foi de 30% e um valor aplicado no início do …

Continue lendo

Juros Simples, Juros Compostos, Montante e Desconto – Parte 2

Juros Compostos são juros sobre juros (anatocismo) A situação apresentada acima, pode ser analisada do ponto de vista matemático, com P=100,00 e i=50%=0,5. Assim: S1=100(1,5)1 S2=100(1,5)2 S3=100(1,5)3 S4=100(1,5)4 S5=100(1,5)5 Em geral: Sn = P (1+i)n onde Sn Soma ou montante P Valor Principal aplicado inicialmente i taxa unitária n número de períodos da aplicação Observação: Relembramos que …

Continue lendo

%d blogueiros gostam disto: