Category Archives: Química

Átomo: Semelhanças atômicas, distribuição eletrônica e modelos atômicos.

Átomo: Semelhanças atômicas, distribuição eletrônica e modelos atômicos.

No final da postagem tem várias videoaulas para você assistir.

Dica: Estou atualizando o Conteúdo Programático completo do ENEM e além disso, para você que não esta encontrando todo o conteúdo do Enem ou prefere estudar por apostilas dá uma olhada nesta apostilas para ENEM do site Apostilas Opção é bem interessante.

Bons estudos!

Átomos: Semelhanças atômicas, distribuição eletrônica e modelos atômicos.

Semelhanças atômicas:

Se analisarmos o número atômico (Z), o número de nêutrons (N) e o número de massa (A) de átomos diferentes, será possível identificar e formar conjuntos de átomos com algumas similaridades. Esta propriedade dos átomos recebe o nome de semelhança atômica.


Isótopos: átomos pertencentes a um mesmo elemento químico, portanto possuem números atômicos iguais. Os isótopos se diferenciam com relação ao número de massa, acompanhe os exemplos:

O elemento químico Magnésio (Mg) possui os seguintes isótopos:

12Mg24 (presente na natureza com a porcentagem de 78,9%)

12Mg25 (presente na natureza com a porcentagem de 10,0%)

12Mg26 (presente na natureza com a porcentagem de 11,1%)

Os isótopos de hidrogênio recebem nomenclatura própria, veja: Read the rest of this entry

Átomos: Número atômico, número de massa, isótopos e massa atômica

Átomos: Número atômico, número de massa, isótopos e massa atômica

Átomos: Número atômico, número de massa, isótopos, massa atômica

No final da postagem tem uma videoaula bem interessante, vale a pena conferir.

Dica: Estou atualizando o Conteúdo Programático completo do ENEM e além disso, para você que não esta encontrando todo o conteúdo do Enem ou prefere estudar por apostilas dá uma olhada nesta apostilas para ENEM do site Apostilas Opção é bem interessante.

Bons estudos!

Átomos: Número atômico, número de massa, isótopos, massa atômica

Número Atômico e Número de Massa

Os modelos atômicos propostos indicam que os átomos diferem entre si pelo número de prótons, nêutrons e elétrons que contêm. Para identificar o número dessas partículas, são determinados o número de massa e o número atômico.

As massas atômicas são determinadas por comparação das massas dos átomos com um padrão de massas que equivale a 1/12 da massa do átomo de carbono. O valor numérico da massa atômica é muito próximo do valor do número de massa.

O número de massa e o número atômico

Um átomo pode ser definido mediante dois números:

O número atômico, cujo símbolo é Z, é o número de prótons que tem um átomo. Como o átomo isolado é neutro, o número de prótons coincide com o número de elétrons.

Z = número de prótons = número de elétrons (para um átomo neutro)

O número de massa, cujo símbolo é A, é o número de partículas que tem um átomo em seu núcleo. É a soma de prótons e nêutrons.

A = número de massa = número de prótons + número de nêutrons

A = Z + N

O que realmente identifica o elemento a que pertence o átomo é o número atômico (Z). O valor de A é útil, mas não identifica de que elemento é o átomo em questão.

Representação abreviada dos átomos Read the rest of this entry

Átomos e sua estrutura

Átomos e sua estrutura

Átomos e sua estrutura

No final da postagem tem uma videoaula.

Dica: Estou atualizando o Conteúdo Programático completo do ENEM e além disso, para você que não esta encontrando todo o conteúdo do Enem ou prefere estudar por apostilas dá uma olhada nesta apostilas para ENEM do site Apostilas Opção é bem interessante.

Bons estudos!

ESTRUTURA DO ÁTOMO

Esta matéria foi retirada do site Brasil escola e desenvolvida por Jennifer Fogaça.

Ao final da postagem tem um vídeo dando uma explicação resumida.

A estrutura do átomo é formada pelo núcleo, que é constituído por duas partículas (prótons e nêutrons), e pela eletrosfera, que detém os elétrons.

Os átomos são partículas infinitamente pequenas que constituem toda matéria no universo. Ao longo do tempo, a ideia de como seria a estrutura atômica foi mudando de acordo com as novas descobertas feitas pelos cientistas. Você poderá saber mais sobre isso no texto Evolução do Modelo Atômico.

Um modelo é uma representação da realidade (não a própria realidade), assim, os modelos atômicos são representações dos principais componentes do átomo e de sua estrutura e explicam determinados comportamentos físicos e químicos da matéria. Isso é feito porque ainda não é possível ao ser humano enxergar um átomo isolado nem mesmo com ultramicroscópios.

Para se ter uma ideia do quanto o átomo é pequeno, saiba que a menor partícula visível em um microscópio comum contém mais de dez bilhões de átomos! O átomo é tão pequeno que, se colocássemos um milhão deles lado a lado, não atingiríamos a espessura de um fio de cabelo. Read the rest of this entry

Propriedades de materiais

Propriedades de materiais

Propriedades de materiais

Propriedades são uma série de características que, em conjunto, definem a espécie de material.

Podemos dividi-las em 3 grupos: gerais, funcionais e específicas.

 Propriedades gerais

A matéria tem 8 propriedades gerais, isto é, 8 características comuns a toda e qualquer porção de matéria: inércia, massa, extensão, impenetrabilidade, compressibilidade, elasticidade, divisibilidade e descontinuidade.

inércia: 
A matéria conserva seu estado de repouso ou de movimento, a menos que uma força aja sobre ela. No jogo de sinuca, por exemplo, a bola só entra em movimento quando impulsionada pelo jogador, e demora algum tempo até parar de novo.

massa:
É uma propriedade relacionada com a quantidade de matéria e é medida geralmente em quilogramas. A massa é a medida da inércia. Quanto maior a massa de um corpo, maior a sua inércia. Massa e peso são duas coisas diferentes. A massa de um corpo pode ser medida em uma balança. O peso é uma força medida pelos dinamômetros. Read the rest of this entry

Química: conceitos fundamentais de matéria, corpo, objeto, energia e temperatura – Parte 4

Química: conceitos fundamentais de matéria, corpo, objeto, energia e temperatura – Parte 4

Questões para praticar e tem duas videoaulas no final

Questões sobre conceitos fundamentais de matéria, corpo, objeto, energia e temperatura

Questão 1 Qual das propriedades físicas abaixo é específica da matéria?

a) Cor

b) Massa

c) Volume

d) Ponto de fusão

e) Temperatura

Questão 2 Em condições normais, o ponto de ebulição da água é 100 °C. Podemos afirmar que esta é uma propriedade: Read the rest of this entry

Química: conceitos fundamentais de matéria, corpo, objeto, energia e temperatura – Parte 3

Química: conceitos fundamentais de matéria, corpo, objeto, energia e temperatura – Parte 3

ENERGIA E TEMPERATURA:

A energia

Denomina-se energia a capacidade de realizar trabalho e tudo que pode modificar a matéria, por exemplo, na sua posição, fase de agregação ou natureza química. Energia é também tudo o que pode provocar ou anular movimentos e causar deformações. Há várias formas de energia: a energia mecânica, que engloba as energias potencial (de posição) e cinética (de movimento), a energia elétrica, a energia química, a energia nuclear e assim por diante.

Propriedades da energia

As propriedades fundamentais da energia são a transformação e a conservação. Read the rest of this entry

Fenômenos físicos e químicos

Fenômenos físicos e químicos

 Fenômenos físicos e químicos:

Primeiramente vamos definir o que é um fenômeno:

Sempre que a matéria sofre uma transformação qualquer, dizemos que ela sofreu um fenômeno, que pode ser físico ou químico.

Exemplo: Quando pegamos uma folha de papel e simplesmente a rasgamos, modificamos seu formato e tamanho, mas ainda temos o papel(fenômeno físico). Porém, se essa folha for queimada, teremos modificação na sua composição(fenômeno químico).

Vamos aprofundar mais: Read the rest of this entry

Métodos de separação de misturas – parte 4

Métodos de separação de misturas – parte 4

Processos de separação dos componentes de misturas homogêneas:

Vejamos agora alguns processos de separação dos componentes de uma mistura homogênea:

Sólido-líquido

Para separação entre um líquido em uma mistura homogênea, podemos usar os seguintes processos: Read the rest of this entry

Métodos de separação de misturas – parte 3

Métodos de separação de misturas – parte 3

Sólido – gás

Para separarmos sólidos de gases, em uma mistura heterogênea, podemos aplicar os seguintes processos:

Resultado de imagem para aspirador de pó

 

Filtração: A simples filtração também presta-se muito bem na separação entre gases e sólidos, onde a mistura passa através de um filtro, no qual o sólido fica retido. Esse processo é muito utilizado nas indústrias, principalmente para evitar o lançamento de partículas sólidas na atmosfera. A filtração é também usada cotidianamente nos aspiradores de pó, onde o sólido é retido (poeira) à medida que o ar é aspirado.

Read the rest of this entry

Métodos de separação de misturas – parte 2

Métodos de separação de misturas – parte 2

Sólido – líquido:

Para separarmos sólidos de líquidos, em uma mistura heterogêneas, podemos aplicar os seguintes processos:

Resultado de imagem para decantação

 

Decantação:

este processo é utilizado quando o componente sólido for mais denso que o líquido da mistura. Essa diferença de densidade faz com que o sólido se deposite no fundo do recipiente, e, após a deposição, inclina-se o recipiente para escoar o líquido.

Read the rest of this entry