Menu fechado

Categoria: Administração

Funções Administrativas: planejamento, organização, direção e controle – Parte 2

ORGANIZAÇÃO

É na organização que você define as estruturas organizacionais e como os recursos humanos e materiais da empresa deve ser distribuídos para que o objetivo da empresa seja atingida.

É nesta função que se define o Organograma da empresa onde fica claro os níveis hierárquicos da empresa e seus departamentos.

 Saiba mais sobre Organização

DIREÇÃO

 

Esta função é a que decide tudo na empresa e que pode atingir toda a empresa, apenas um departamento ou mesmo apenas um setor dela.

é uma função de liderança e o ideal é que o profissional que ocupe esta função tenha bom conhecimento de relações humanas, para combinar os esforços de cada integrante da organização em benefício da empresa.

Nesta função é onde se delega autoridade e responsabilidades, onde cada pessoa tem um superior para apresentar resultados.

Saiba mais sobre DIREÇÃO

 

CONTROLE

É analisar os resultados para verificar se estão de acordo com o que foi planejado. Acompanha as atividades para ter certeza que estão na direção certa do que foi determinado pelo planejamento.

É nesta função administrativa que se determina os objetivos e os padrões de desempenho comparando com os dados atuais e com os padrões definidos pela empresa.

Caso esteja fora do que foi definido deve-se corrigir para continuar no caminho para atingir as metas da empresa.

Saiba mais sobre CONTROLE

Pratique resolvendo questões de concursos sobre funções administrativas:  Questões comentadas

Funções Administrativas: planejamento, organização, direção e controle – Questões comentadas

Funções Administrativas: planejamento, organização, direção e controle questões comentadas.

Caso queira relembrar a teoria para fazer estas questão: Funções administrativas

 

Questão 1: Provas: UFG – 2017 – UFG – Auxiliar Administrativo

Planejamento, Organização, Direção e Controle (PODC) são quatro funções administrativas constantes da teoria Clássica e Neoclássica. De acordo com essas teorias, qual é o tipo de planejamento em que se elaboram cronogramas específicos, planeja-se cada etapa e são criados métodos, procedimentos, normas, metas e programas?

a) Planejamento Operacional.

b) Planejamento Tático.

c) Planejamento Estratégico.

d) Planejamento Consolidado.

 

Questão 2: Provas: Quadrix – 2017 – CFO-DF – Técnico em Secretariado

Acerca de administração, organização e cultura organizacional, julgue o item a seguir.

Na Escola Clássica da Administração, Henri Fayol criou a teoria administrativa, que elencava cinco funções administrativas, sendo elas: previsão; organização; comando; coordenação; e execução.

Errado

Certo

Eficiência, eficácia e efetividade

O que é eficiência?

 

É eficiente quem atinge seus objetivos empregando menos recursos, sejam eles tempo, capital, mão-de-obra, combustível, energia etc.

Mas cuidado! Atingir objetivos claros. Porque se você atingir seu objetivo sem definir um nível de qualidade, fica fácil ser eficiente.

Se você pede para alguém fazer um bolo, ele pode ser muito eficiente comprando uma mistura pronta, preparando rapidamente e com poucos recursos um bolinho mais ou menos.

Mas se você diz que precisa de um bolo para casamento, para servir 100 pessoas, com recheio de frutas vermelhas e cobertura de chantilly, e que tem apenas uma verba de “tantos” reais, aí a pessoa vai ter de “se virar nos 30” para ser eficiente.

 

Administração para concursos 2019

Coloquei então todas as matérias como são pedidas nos concursos. E em ordem alfabética.

Dica: Para você que não esta encontrando o conteúdo que precisa ou prefere estudar por apostilas dá uma olhada no site Apostilas Opção, lá eles tem praticamente todas as apostilas atualizadas de todos os concursos abertos. Caso queira saber por que indico as Apostilas Opção clique aqui!

Bons estudos!

Administração para concursos públicos 2019

Abordagens clássica, burocrática e sistêmica da administração.

Administração de materiais

Administração de Materiais e Patrimônio

Aspectos gerais da Administração. Organizações como sistemas abertos

Avaliação de Desempenho: objetivos, métodos, vantagens e desvantagens

Características básicas das organizações formais modernas

Características das organizações formais: tipos de estrutura organizacional, natureza, finalidades e critérios de departamentalização

Comportamento Organizacional

Comportamento, clima e cultura organizacional.

Conceitos, modelos e princípios de gestão.

Departamentalização;

Eficiência, eficácia e efetividade

Eficiência, eficácia, produtividade e competitividade

Eficiência e funcionamento de grupos

Equipes de trabalho

Estruturas Organizacionais: definições, tipos

Finanças

Funções administrativas: Controle

Funções administrativas: Direção

Funções administrativas: Organização

Funções Administrativas: Planejamento

Funções Administrativas: planejamento, organização, direção e controle

Funções Administrativas: planejamento, organização, direção e controle – Resumo

Funções Administrativas: planejamento, organização, direção e controle questões comentadas.

Fundamentos e evolução das principais teorias administrativas

Gestão de Pessoas: conceitos, avaliação de desempenho, trabalho em equipe, motivação, liderança e gerenciamento de conflitos.

Hierarquia administrativa;

Hierarquia e autoridade

Lei nº 9.433, de 1º de março de 2005, e suas alterações – Contratos e compras

Marketing em empresas de serviços: Marketing de relacionamento;

Modelos teóricos de Administração Pública: patrimonialista, burocrático e gerencial.

Natureza, finalidade e critérios de departamentalização

Noções básicas de gerência e gestão de organizações e de pessoas

Orçamento Público: Princípios orçamentários.

Organizações: Finanças

Organograma

Patrimônio: Conceito, Componentes, Variações e configurações

Planejamento Organizacional: planejamento estratégico, tático e operacional.

Processo decisório e resolução de problemas

Processo organizacional: controle e avaliação

Processo organizacional: planejamento, direção, comunicação, controle e avaliação

Propaganda e promoção; Telemarketing;

Qualidade na prestação de Serviços

Responsabilidade, coordenação, autoridade, poder e delegação

Trabalho em equipe

Trabalho em equipe: Personalidade e relacionamento.

Gestão de Pessoas: conceitos, avaliação de desempenho, trabalho em equipe, motivação, liderança e gerenciamento de conflitos

Gestão de Pessoas: conceitos, avaliação de desempenho, trabalho em equipe, motivação, liderança e gerenciamento de conflitos.

Gestão de Pessoas: conceitos

Conceitos de RH ou de Gestão de Pessoas

Administração de Recursos Humanos (ARH) é o conjunto de políticas e práticas necessárias para conduzir os aspectos da posição gerencial relacionados com as “pessoas” ou recursos humanos, incluindo recrutamento, seleção, treinamento, re­compensas e avaliação de desempenho.

ARH é a função administrativa devotada à aquisição, treinamento, avaliação e remuneração dos empregados. Todos os gerentes são, em um certo sentido, gerentes de pessoas, porque todos estão envolvidos em atividades como recrutamento, entrevistas, seleção e treinamento.

Eficiência, eficácia, produtividade e competitividade

Eficiência, eficácia, produtividade e competitividade

Você vai notar que os conceitos de eficiência, eficácia, produtividade e competitividade são realmente bastante ligados um ao outro e, por isso, causam muita confusão na cabeça das pessoas.

Mas depois de nossas explicações e definições, tudo vai ficar bem mais claro para você!

O que é eficiência?

É eficiente quem atinge seus objetivos empregando menos recursos, sejam eles tempo, capital, mão-de-obra, combustível, energia etc.

Mas cuidado! Atingir objetivos claros. Porque se você atingir seu objetivo sem definir um nível de qualidade, fica fácil ser eficiente.

Se você pede para alguém fazer um bolo, ele pode ser muito eficiente comprando uma mistura pronta, preparando rapidamente e com poucos recursos um bolinho mais ou menos.

Hierarquia e autoridade

Hierarquia e autoridade

Hierarquia

O que é Hierarquia:

Hierarquia é uma sistemática distribuição dos poderes com subordinação sucessiva de uns aos outros, ou seja, onde um se reporta ao outro de forma sucessiva.

As hierarquias distribuem os elementos em uma série constante de escalas ou graus, conforme os poderes e conhecimentos obtidos, de maneira crescente ou decrescente. Dessa forma, a hierarquia permite que o indivíduo pertença e/ou compartilhe seus poderes e conhecimentos com outras pessoas que estão no mesmo patamar.

A hierarquia cria uma classificação ininterrupta de autoridades, estabelecida através dos patamares de importância e poder. A posição inferior sempre está subordinada às posições superiores.

Pela origem do termo, pode-se apontar que a palavra hierarquia possuía um significado religioso e era exclusivamente usada para os círculos religiosos. Nesse caso, a organização social das igrejas era formada conforme a graduação intangível dos sacerdotes, que ficavam a mercê da autoridade transcendental existente em cada camada social.  Embora esse conceito foi sumindo ao longo do tempo, dois aspectos fundamentais ainda permanecem:

Rigidez da graduação,

Qualidade na prestação de Serviços

Qualidade na prestação de Serviços

A qualidade de um serviço é percebida diferentemente da qualidade de um produto por que:

o serviço é intangível;

não pode ser armazenado;

não pode ser inspecionado;

não tem tempo médio de vida;

envolve relacionamento entre pessoas;

em geral, sua qualidade é subjetiva.

Não podemos falar em serviço sem relacioná-lo a cliente, toda organização possui clientes internos e externos. Os clientes internos são os funcionários da organização, que utilizam resultados de processos criados por outros colaboradores da empresa, enquanto os  clientes externos, são os que pagam pelo produto final, ambos são importantes e devem ser atendidos com qualidade.

Algumas empresas cobram de seus funcionários excelência em qualidade na prestação do serviço, como esse funcionário poderá prestar um serviço de qualidade e atender realmente as necessidades do cliente se as entradas do seu processo tem pouca qualidade? A qualidade oferecida ao cliente interno, acaba refletindo na hora da prestação do serviço ao cliente externo.

O que pode ser um serviço de qualidade para um cliente, pode ser considerado de má qualidade por outro, vamos então  identificar alguns elementos da qualidade de serviço:

ELEMENTOS DA QUALIDADE DE UM SERVIÇO

Responsabilidade, coordenação, autoridade, poder e delegação

Responsabilidade, coordenação, autoridade, poder e delegação

A premissa da administração é racionalização da divisão dos trabalhos, de modo a conduzir as atividades organizacionais a fim de obter os melhores resultados. O estudo dos processos administrativos trouxe alguns conceitos que regem as bases do funcionamento de uma empresa. 

Responsabilidade: é o dever de responder a alguém (que pode ser um superior na hierarquia empresarial, um cliente ou mesmo à sociedade), ou sobre os objetivos, o funcionamento ou os resultados de um determinado processo.

A responsabilidade consiste numa consequência da autoridade ( O termo “autoridade” pode ser definido como “poder legítimo”, “direito de mandar”, ou seja, é o direito de mandar e ser obedecido ), atribuindo a obrigação de responder pelas ações próprias e dos outros.

Para determinação da abrangência da responsabilidade individual a ser exigida é necessário considerar:

Equipes de trabalho

Equipes de trabalho

Diferenças em grupos e equipes de trabalho

  Muita gente acha que não se tem diferença nenhuma entre grupos e equipes, pois bem há diferenças sim, e vamos saber agora:

Um grupo de trabalho é a união de um determinado número de pessoas que trabalham em conjunto interagindo uns com os outros e dividindo algumas tarefas, tendo em vista objetivos inter-relacionados.

Já uma equipe de trabalho é um tipo de grupo, porém, ela tem três características especificas que são:

  1. As ações devem ser interdependentes e coordenadas;
  2. Cada membro deve ter o papel específico determinado;
  3. Devem haver tarefas com o mesmo objetivo.

As pessoas de um grupo tentam se destacar como indivíduos. Elas não estão interessadas pelo resultado que o grupo irá trazer e sim estão preocupadas com os seus interesses e vaidades pessoais. Já uma equipe as pessoas têm consciência de que todos seus membros são igualmente importantes e que juntos atingirão ou fracassarão em um determinado objetivo.

Noções básicas de gerência e gestão de organizações e de pessoas

Noções básicas de gerência e gestão de organizações e de pessoas

Noções básicas de gerência:

Conceito: A palavra gerência é usada para denominar o conjunto de funcionários altamente qualificados que se encarrega de dirigir e gerir os assuntos de uma empresa. O termo também permite referir-se ao cargo ocupado pelo diretor-geral (o gerente) da empresa, que é quem cumpre diversas funções: coordenar os recursos internos, representar a firma perante terceiros e controlar as metas e os objetivos.

Existem vários tipos de gerência: a gerência patrimonial, que é aquela em que os postos principais e os cargos hierarquicamente mais elevados estão nas mãos dos proprietários da empresa; a gerência política, onde os postos gerenciais são confiados com base na afiliação e nas lealdades políticas; e a gerência por objetivos, onde os esforços são dirigidos perante uma meta em comum.