Menu fechado

Categoria: Administração

Equipes de trabalho

Equipes de trabalho

 

Tipos de equipes de trabalho:

 

Na literatura existem vários tipos de equipes, então coloquei as principais:

Caso preferir, no vídeo abaixo tem esta postagem em áudio e vídeo

 

Equipe funcional

É constituída por pessoas que tem serviços parecidos na empresa. Por terem os mesmos conhecimentos não é muito produtiva. A liderança também é bem definida. Esta equipe é muito comum em empresas em que a hierarquia é mais rígida.

Noções básicas de gerência e gestão de organizações e de pessoas

Noções básicas de gerência e gestão de organizações e de pessoas

 

Noções básicas de gerência:

A gerência designa o desempenho de tarefas de gestão de atividades relacionados com a administração da empresa.

Caso preferir, no vídeo abaixo tem esta postagem em áudio e vídeo

Gerente: É a pessoa responsável pelo planejamento e controle dos trabalhos executados por seus subordinados dentro da empresa.

Processo decisório e resolução de problemas

Processo decisório e resolução de problemas

 

Processo decisório

 

Conceitos

Decisão: é a escolha entre alternativas ou possibilidades, efetuada quando o gestor se depara com uma situação-problema, visando à sua solução ou ao aproveitamento de oportunidades, em prol da maior eficiência organizacional. (CASSARO, 1999; MAXIMIANO, 2004)

Caso preferir, no vídeo abaixo tem esta postagem em áudio e vídeo

Processo decisório: É um conjunto de ações que começa na identificação de um problema e a escolha para solucionar este problema. O gestor analisa seu ambiente e detecta situações na qual precisará intervir baseado em seus conhecimentos de administrador.

Processo organizacional: planejamento, direção, comunicação, controle e avaliação

Processo organizacional: planejamento, direção, comunicação, controle e avaliação

 

PLANEJAMENTO:

 

As empresas não funcionam na base da pura improvisação. A estratégia empresarial é basicamente uma atividade racional que envolve a identificação das oportunidades e das ameaças do ambiente onde opera a empresa, bem como a avaliação das forças e fraquezas da empresa, sua capacidade atual ou potencial em se antecipar às necessidades e demandas do mercado ou em competir sob condições de risco com os concorrentes. Assim, a estratégia deve ser capaz de combinar as oportunidades ambientais com a capacidade empresarial em um nível de equilíbrio ótimo entre o que a empresa quer e o que ela realmente pode fazer.

Características das organizações formais: tipos de estrutura organizacional, natureza, finalidades e critérios de departamentalização.

Características das organizações formais: tipos de estrutura organizacional, natureza, finalidades e critérios de departamentalização.

 

Características das organizações formais:

Sob o ponto de vista formal, uma organização empresarial consiste em um conjunto de encargos funcionais e hierárquicos, orientados para o objetivo econômico de produzir bens ou serviços. A estrutura orgânica deste conjunto de encargos está condicionada à natureza do ramo de atividade, aos meios de trabalho, às circunstâncias socioeconômicas da comunidade e à maneira de conceber a atividade empresarial. As principais características da organização formal são:

  1. Divisão do Trabalho: maneira pela qual um processo complexo pode ser decomposto em uma série de pequenas tarefas.
  2. Especialização: a cada posto de trabalho tarefas simples e repetitivas que requeiram pouca experiência do executor e escasso conhecimento prévio
  3. Hierarquia: Esta divide a organização em camadas ou escalas ou níveis de autoridade, tendo os superiores autoridade sobre os inferiores.
  4. Distribuição da autoridade e da responsabilidade: concedidos pela organização ao indivíduo que nela ocupe uma posição determinada em relação aos outros
  5. Racionalismo: Em outras palavras, o maior lucro, pelo menor custo, dentro de certo padrão de qualidade.

Aspectos gerais da Administração. Organizações como sistemas abertos

Aspectos gerais da Administração. Organizações como sistemas abertos


Aspecto geral da administração

 

Conceito de Administração

É um processo que integra as funções administrativas como planejamento, organização, direção e controle que usa os recursos para obter um resultado específicos definido pela organização.

É também uma área do conhecimento que através de princípios, normas e funções visam regular os fatores de produção, para atingir os objetivos determinados pela organização e maximizar os lucros.

Caso queira aprofundar sobre as funções administrativas dá uma olhada nesta postagem: Funções Administrativas: planejamento, organização, direção e controle

NOVO!! MAPA MENTAL: Aspectos gerais da Administração. Organizações como sistemas abertos

QUESTÕES DE CONCURSOS: Aspectos gerais da Administração. Organizações como sistemas abertos

 

Se preferir no vídeo abaixo tem a postagem em vídeo e áudio:

A organização como um sistema aberto:

Com a globalização as empresas estão se preocupando mais com o ambiente externo.

O ambiente externo é IMPREVISÍVEL, tornando as variáveis externas desconhecidas e incontroláveis.

O sistema aberto é a interação da organização com o ambiente, ou seja, cada vez que o ambiente externo muda, a empresa para sobreviver adapta seus produtos, técnicas e estruturas para acompanhar estas mudanças.

Interagem com o meio ambiente, gerando relações de causa e efeito, influenciando e sendo influenciadas pelas diferentes interações com o meio.

Resumindo: O sistema aberto apresenta relações de intercâmbio com ambiente através de entradas (insumos) e saídas (produto) e, para sobreviver, deve reajustar-se às condições do meio.

Quanto mais complexas as organizações, menos previsíveis serão os comportamentos das pessoas, já que as mesmas estão em constante mudança para se adaptarem ao ambiente em que interagem.

A resiliência (capacidade do indivíduo lidar com problemas e adaptar-se a mudanças), que, no contexto das organizações, associa-se ao grau de defesa ou ao grau de vulnerabilidade do sistema diante das pressões ambientais externas.

A organização precisa conciliar dois processos opostos, imprescindíveis a sua sobrevivência que são a Adaptabilidade que é capacidade que um indivíduo tem de se adaptar de acordo com as necessidades, situações e circunstâncias e a Homeostasia que garante a rotina e manutenção do sistema.

Fronteira e limites: linha imaginária que separa o ambiente interno do ambiente externo.

Equifinalidade: Nos sistemas abertos, o mesmo estado final pode ser alcançado partindo de diferentes condições iniciais e por diferentes maneiras, ou seja, vários caminhos para atingir o mesmo objetivo.

Comportamento probabilístico e não determinístico: as organizações são sistemas abertos, são afetadas por mudanças em suas variáveis externas desconhecidas e incontroláveis em seu comportamento.

Interdependência das Partes: a organização é um sistema social com partes independentes, mas inter-relacionadas.

Entropia negativa ou negentropia: Para que uma estrutura organizacional possa ser mantida indefinidamente mantendo sua eficácia organizacional, é necessário que os sistemas abertos detenham o processo entrópico e se reabasteçam de energia, em um processo reativo de obtenção de reservas de energia que recebe o nome de entropia negativa ou negentropia.

 

As características das organizações como sistema aberto são:

Entrada: Ela recebe os insumos do ambiente externo que mantém a empresa em atividade

Transformação: Transforma estes insumos em produtos ou serviços.

Saída: Saída para o ambiente externo (venda)

Feedback: Resposta do ambiente externo que ajudará a avaliar a situação para a tomada de decisões

Resumindo: A empresa como um sistema aberto tira recursos do ambiente, processa-os e devolve-os transformados ao ambiente onde se insere.

NOVO!! MAPA MENTAL: Aspectos gerais da Administração. Organizações como sistemas abertos

QUESTÕES DE CONCURSOS: Aspectos gerais da Administração. Organizações como sistemas abertos

Características básicas das organizações formais modernas

Características básicas das organizações formais modernas

Sob uma perspectiva formal, uma organização é um conjunto de funções e hierarquias visando o ganho através da produção de bens ou serviços. Tem uma liderança formal.

A organização se estrutura conforme a natureza do ramo de sua atividade e meio de trabalho.

Caso preferir, no vídeo abaixo tem esta postagem em áudio e vídeo

As organizações formais modernas, desde as pequenas empresas até as grandes corporações, são burocracias que se fundamentam na autoridade legal racional.

Comportamento Organizacional

Comportamento Organizacional

Toda empresa, seja de pequeno, médio ou grande porte tem sua própria cultura e estrutura organizacional, que é baseada nas atitudes, crenças, valores e objetivos de cada organização. Algumas influenciam o mundo inteiro por sua ousadia e inovação, criam tendências de modelo de gestão, de atingir resultados e se transformam em referências. Já outras afetam diretamente o bem-estar e estilo de vida de seus funcionários e todas as pessoas que têm alguma relação com essas instituições, como clientes, profissionais terceirizados e até mesmo os familiares dos funcionários dessas empresas. Toda essa influência é diretamente impactada através dos comportamentos do Capital Humano, que inserido numa sociedade, também é um influenciador dos comportamentos desta.

O comportamento organizacional avalia o impacto que o indivíduo (ou grupos) provoca no microambiente, com o objetivo de melhorar a eficácia, a produtividade e os resultados de seus colaboradores, reduzindo o absenteísmo e a rotatividade para promover a “cidadania” organizacional.

O que é Comportamento Organizacional?

Lei nº 9.433, de 1º de março de 2005, e suas alterações – Contratos e compras

Lei nº 9.433, de 1º de março de 2005, e suas alterações – Contratos e compras

Esta é uma lei estadual da Bahia

Caso queira estudar direto na Lei é só clicar no link: Lei nº 9.433, de 1º de março de 2005

INOVAÇÕES DA LEI ESTADUAL Nº 9433/05: ESTUDO COMPARATIVO COM AS LEIS Nº 8.666/93 E 10.520/02

O Governo do Estado da Bahia, através da Secretaria da Administração, ou mais precisamente, da Procuradoria Geral do Estado, resolveu que iria instituir um grupo de trabalho para elaborar um Anteprojeto da Lei Baiana de Licitações. Tal intenção se deu, tendo em vista algumas distorções da Lei Estadual Nº 4.660/86 em relação à Lei Federal 8.666/93, bem como algumas alterações legais e constitucionais, cuja necessidade era imperativa. Através da Portaria Nº 105/99, o grupo deu início aos trabalhos, estes que foram atualizados em 2003, através da Portaria PGE/SAEB Nº 01/2003. Disto originou o que atualmente chamamos de Lei Baiana de Licitações: a Lei Estadual Nº 9.433/05. O objetivo deste trabalho será apresentar aos gestores de Autarquias Municipais de Saneamento Ambiental,

algumas inovações que estão acontecendo na Bahia no que concerne às Licitações e Contratos Administrativos, para que estes possam pleitear junto aos Gestores Municipais e Estaduais, através de Lei, tais inovações em seus Estados e por conseguinte, em seus municípios.

Funções Administrativas: planejamento, organização, direção e controle

Funções Administrativas

Planejamento, Organização, Direção e Controle

(PODC): Planejamento, Organização, Direção e Controle. 

Novo!: Mapa Mental – Funções Administrativas: planejamento, organização, direção e controle

Para você fixar melhor este conteúdo, fiz uma postagem bem legal com questões comentadas que vale a pena conferir.

Caso preferir, no vídeo abaixo tem esta postagem em áudio e vídeo

Características da Cultura Organizacional

Cultura organizacional

 

Segundo CHIAVENATO (2014)

“A cultura organizacional ou cultura corporativa é o conjunto de hábitos e crenças estabelecidos por normas, valores, atitudes e expectativas que é compartilhado por todos os membros de uma organização. Refere-se ao sistema de significados compartilhados por todos os membros e que distingue uma organização das demais.”

Caso preferir, no vídeo abaixo tem esta postagem em áudio e vídeo

Segundo Schein:

Cultura Organizacional: Conceitos e Preceitos

Cultura organizacional

 

Segundo CHIAVENATO (2014)

“A cultura organizacional ou cultura corporativa é o conjunto de hábitos e crenças estabelecidos por normas, valores, atitudes e expectativas que é compartilhado por todos os membros de uma organização. Refere-se ao sistema de significados compartilhados por todos os membros e que distingue uma organização das demais.”

Caso preferir, no vídeo abaixo tem esta postagem em áudio e vídeo

Segundo Schein: