Menu fechado

Categoria: Informática

Correio eletrônico (webmail e Mozilla Thunderbird).

Correio Eletrônico (do inglês e-mail)

Tecnologia que permite compor, enviar e receber mensagens de texto através de uma rede de computadores.
Este método utiliza, em geral, uma aplicação (programa de correio eletrônico) que permite a manipulação destas mensagens e um protocolo (formato de comunicação) de rede que permite o envio e recebimento de mensagens. Estas mensagens são armazenadas no que chamamos de caixa postal, as quais podem ser manipuladas por diversas operações como ler, apagar, escrever, anexar, arquivos e extração de cópias das mensagens.


Internet Explorer versões 9 e 11

Internet Explorer 9

O Windows Internet Explorer 9 (abreviado IE9) é a nona versão do navegador Internet Explorer criado e fabricado pela Microsoft, sendo a última versão do Internet Explorer a ser suportada para o Windows Vista. É o sucessor do Internet Explorer 8 e foi sucedido pelo Internet Explorer 10.

O Internet Explorer 9 foi lançado em fase final em 14 de Março de 2011, sendo disponibilizado para Windows Vista, Windows 7 e Windows Server 2008[2] em 93 idiomas. Assim como ocorreu com o Internet Explorer 7, a nona versão do navegador também traz drásticas mudanças em sua interface, optando por uma aparência minimalista, privilegiando o espaço para exibição das páginas da web.

Novos recursos

  • Design simplificado;
  • Sites afixados;
  • Exibir e acompanhar transferências;
  • Separadores avançados;
  • Página Novo Separador;
  • Pesquisa na barra de endereços;
  • Barra de Notificação;
  • Supervisor de Desempenho de Complementos;
  • Aceleração de hardware;

Design simplificado

Conceitos básicos e modos de utilização de aplicativos para edição de textos, planilhas e apresentações: ambiente Microsoft Office 2013 e LibreOffice versão 4.1 ou superiores

Conceitos básicos e modos de utilização de aplicativos para edição de textos, planilhas e apresentações: ambiente Microsoft Office 2013 e LibreOffice versão 4.1 ou superiores

 

Este é um assunto que é muito pedido nos concursos, por isso, requer muito a sua atenção.

Darei alguns conceitos básicos sobre os dois pacotes, mas o mais importante é saber o modo de utilização destes.

Explicarei as principais funções deles e questões de concursos para você entender melhor.

 

Microsoft Office 2013

 

É o pacote de escritório da Microsoft. Ele é pago e tem o código fechado

É composto por:

Editor de texto: Word

Editor de planilhas: Excel

Editor de apresentação: PowerPoint

Obs.: existem outros aplicativos no pacote como Acess e Outlook, mas aqui o que nos interessa são os editores.

 

Libreoffice versão 6.2.2.2

 

É um pacote de escritório de código aberto, ou seja, você pode utilizar gratuitamente e podendo inclusive modificá-lo.

É composto por:

Editor de texto: Writer

Editor de planilha: Calc

Editor de apresentação: Impress

 

O que você aprenderá aqui:

 

Editores de texto:

 

Formatos de arquivos

Estrutura básica dos documentos

Edição e formatação de textos

Cabeçalhos

Parágrafos

Fontes

Colunas

Marcadores simbólicos e numéricos

Tabelas

Impressão

Controle de quebras e numeração de páginas

Legendas

Índices

Inserção de objetos

Campos predefinidos

Caixas de texto.

Proteger com senha

Verificação de ortografia e gramática

Inserir hiperlink

 

Editores de planilhas

 

Estrutura básica das planilhas

Conceitos de células, linhas, colunas, pastas e gráficos,

Elaboração de tabelas e gráficos,

Uso de fórmulas, funções e macros

Impressão

Inserção de objetos

Campos predefinidos

Controle de quebras e numeração de páginas

Obtenção de dados externos e classificação de dados.

 

Editores de apresentação

 

Estrutura básica das apresentações

Conceitos de slides

Anotações

Régua

Guias

Cabeçalhos e rodapés

Noções de edição e formatação de apresentações

Inserção de objetos

Numeração de páginas

Botões de ação, animação e transição entre slides.

 

WORD 2013

CONTINUA NA PARTE 2

Noções básicas de segurança e proteção: vírus, worms e derivados – Parte 3

Sequestro de Browser (Browser Hijacking)

Programas que obtém o controle de navegadores Web para realizar ações sem permissão do usuário como alterar cores e layout do navegador, a página inicial, exibir propagandas, instalar barras de ferramentas e impedir o acesso a determinados sites.

A contaminação ocorre pela ação de outro malware (como vírus): o principal meio de propagação é instalação de ferramentas e barras para navegadores e entrada em sites maliciosos. Em geral, é possível retornar às configurações  iniciais do navegador ou utilizar um anti-vírus ou um anti-spyware para eliminar a praga.

Keylogger (Registrador de teclado)

Programas que têm como objetivo capturar tudo o que é digitado pelo usuário.

Noções básicas de segurança e proteção: vírus, worms e derivados – Parte 2

Instale a versão mais atual do seu navegador e mantenha-o atualizado

Usar a versão mais recente do seu navegador e mantê-lo atualizado são dois dos melhores jeitos de evitar problemas online. Na maioria dos casos, a versão mais recente de um navegador contém correções de segurança e novos recursos que podem ajudar a proteger o seu computador e a sua privacidade, quando você está online.

Além disso, muitos navegadores oferecem atualizações de segurança periodicamente. Então, sempre instale atualizações para seu navegador assim que estiverem disponíveis.

 

Ative os recursos de segurança do seu navegador

Muitos navegadores têm recursos de segurança que ajudam você a navegar com segurança pela web. Então, é uma boa ideia ver que recursos de segurança o seu navegador oferece e verificar se eles estão habilitados.

 

Dicas para usar email e a Web com segurança

  • Tenha cuidado ao abrir anexos de email. Anexos de email (arquivos que vêm com mensagens de email) são a principal fonte de infecção por vírus. Nunca abra um anexo de alguém que você não conhece. Se você conhecer o remetente mas não estiver esperando um anexo, verifique se ele realmente o enviou antes de abri-lo.
  • Guarde suas informações pessoais com muito cuidado. Se um site pedir o número do seu cartão de crédito, informações bancárias ou outras informações pessoais, verifique se o sistema de transação é seguro e se você pode confiar nesse site.
  • Cuidado ao clicar em hiperlinks em mensagens de email. Hiperlinks (links que, quando clicados, abrem sites da web) são frequentemente usados em golpes de phishing e spyware, mas também transmitem vírus. Clique somente em links de mensagens de email que você tenha certeza serem legítimas.
  • Instale somente complementos de sites nos quais você confie. Complementos do navegador da Web permitem que páginas da Web exibam itens como barras de ferramentas, vídeos, animações e cotações de ações. Entretanto, os complementos também podem instalar spywares ou outros softwares mal-intencionados. Se um site pedir que você instale um complemento, verifique se ele é confiável antes de fazê-lo.

Noções básicas de segurança e proteção: vírus, worms e derivados

Noções básicas de segurança e proteção: vírus, worms e derivados.

No final da postagem tem uma vídeo aula.

Este artigo foi retirado da pagina de suporte da Microsoft

 

Noções básicas sobre segurança e computação segura

Se você se conecta à Internet, permite que outras pessoas usem seu computador ou compartilha arquivos com outros, deve tomar algumas medidas para proteger o computador. Por quê? Porque existem criminosos virtuais (também chamados hackers) que atacam os computadores de outras pessoas. Essas pessoas podem atacar diretamente, entrando no seu computador pela Internet e roubando informações pessoais suas, ou indiretamente, criando software mal-intencionado com a finalidade de danificar seu computador.

Noções básicas de ferramentas e aplicativos de navegação e correio eletrônico

Navegador de Internet e Correio Eletrônico

código http

A internet é uma rede de computadores interligados mundialmente em que há uma constante troca de informações entre pessoas, empresas e entidades. No fim da década de 60, o Departamento de Defesa norte-americano resolveu criar um sistema interligado para trocar informações sobre pesquisas e armamentos que não pudesse chegar nas mãos dos soviéticos. Sendo assim, foi criado o projeto Arpanet pela Agência para Projeto de Pesquisa Avançados do Departamento de Defesa dos EUA.

Posteriormente, esse tipo de conexão recebeu o nome de internet e até a década de 80 ficou apenas entre os meios acadêmicos. No Brasil ela chegou apenas na década de 90. É na internet que é executada a World Wide Web (www), sistema que contém milhares de informações (gráficos, vídeos, textos, sons, etc) que também ficou conhecido como rede mundial.

Tim Berners-Lee  na década de 80 começou a criar um projeto que pode ser considerado o princípio da World Wide Web. No início da década de 90 ele já havia elaborado uma nova proposta para o que ficaria conhecido como WWW. Tim falava sobre o uso de hipertexto e a partir disso surgiu o “http” (em português significa protocolo de transferência de hipertexto).

URL: Tudo que é disponível na Web tem seu próprio endereço, chamado URL, ele facilita a navegação e possui características específicas como a falta de acentuação gráfica e palavras maiúsculas. Uma url possui o http (protocolo), www (World Wide Web), o nome da empresa que representa o site, .com (ex: se for um site governamental o final será .gov) e a sigla do país de origem daquele site (no Brasil é usado o BR).

 

História do Navegador de Internet

 

Para que um usuário possa visualizar essas informações ele precisa usar um navegador de internet, também conhecido como browser. É com o navegador que o usuário acessa as informações (as páginas da internet) e documentos dos servidores WEB que são enviados para os computadores. Inicialmente eles eram muito rústicos e com o crescimento da internet  foram sendo mais desenvolvidos pelas empresas do ramo.

Em 1993 o estudante Marc Andreessen foi responsável pelo lançamento do primeiro programa de navegação, o Mosaic. Anteriormente, Tim Berners-Lee, o criador da World Wide Web, conseguiu desenvolver um navegador experimental, porém o Mosaic tinha bons gráficos e menus que se aproximavam dos browsers atuais. Posteriormente, surgiu uma outra versão chamada Netscape Navigator (1994) que passou a ser usada pela grande maioria dos internautas da época.

Nesse período a Microsoft resolveu investir nos provedores e lançou o Internet Explorer  e com isso iniciou a briga entre os navegadores Netscape e Internet Explorer. Nos anos seguintes as duas empresas lançaram diversas atualizações para tentar superar o concorrente. O Netscape foi perdendo cada vez mais mercado e lançou o Mozilla que depois passou a ser administrado pela Foundation Mozilla. Em 1998 a empresa foi comprada pela AOL.

Internet Explorer

O Internet Explorer é um navegador que começou a ser produzido pela Microsoft em 1995. Se tornou o mais usado do mercado, uma vez que sempre foi ligado ao sistema operacional Windows, mas nos últimos anos vem perdendo espaço para browsers de outras empresas.

Mozilla Firefox

Mozilla Firefox é um navegador livre que foi criado a partir da empresa que administrava o Netscape e posteriormente passou a se chamar Fundação Mozilla. Firefox foi uma das últimas opções de nome, pois os que foram pensados anteriormente já estavam sendo utilizados por outras empresas. Em 2004 foi lançada a primeira versão desse browser que se tornou um forte adversário do Internet Explorer.

Opera

Esse browser foi criado em 1994 por uma empresa da Noruega chamada Telenor e se mostrou uma versão leve de navegador para a época. A primeira versão pública foi lançada somente em 1996, mas anteriormente o navegador já havia sido disponibilizado internamente. Atualmente o Opera se tornou muito utilizado entre os computadores portáteis.

Chrome

Esse navegador foi desenvolvido pelo Google e foi lançado em 2008 sua primeira versão e atualmente é o mais utilizado no mundo conseguindo superar o Internet Explorer em 2012. A prosposta inicial do browser era fornecer navegação na web de maneira rápida em uma interface eficiente.

Safari

Safari é um navegador criado pela Apple e se trata do navegador padrão no sistema operacional Mac OS X.

barra de navegaçao

Correio Eletrônico

 

O correio eletrônico, também conhecido como e-mail, é um programa em que é possível realizar trocas de mensagens pela internet e se tornou uma alternativa bem sucedida no decorrer dos anos. Por ele é possível o envio e a troca de documentos, imagens e áudios para qualquer pessoa que possua um endereço de correio eletrônico.

Para acessar um e-mail não basta apenas a internet, pois é necessário também um endereço eletrônico pessoal. Esse endereço é separado por @ (arroba) como: centraldefavoritos@gmail.com. Nos sites que oferecem contas de endereço eletrônico é possível realizar um cadastro, inserir uma senha e um nome de usuário para ter acesso aos emails.

centraldefavoritos: é o nome da empresa ou do usuário da conta de e-mail;

gmail.com: é o endereço da empresa que possibilita o acesso ao correio eletrônico. As mais conhecidas são: yahoo, hotmail, gmail, etc.

Caixa de Entrada: A caixa de entrada é onde os usuários recebem suas mensagens e elas ficam nesse local até serem arquivadas, lidas ou apagadas.

Caixa de Saída: Nesse espaço ficam os e-mails que o usuário já enviou.

Atividades do Correio Eletrônico

  • Pedir arquivos;
  • Solicitar informações;
  • Mandar mensagens;
  • Fazer leitura de informações;
  • Fazer download de arquivos, etc.

Como enviar mensagens no e-mail

Cada programa de e-mail possui uma maneira própria de encaminhar as mensagens e o usuário deve verificar suas orientações e regulamentos. Para que o e-mail seja enviado é importante preencher os seguintes dados:

To: é o endereço para qual será enviada a mensagem;

Cc: vem do inglês Carbon Copy (cópia carbonada). Nesse espaço você coloca o endereço de uma pessoa que receberá uma cópia do e-mail.

Bcc: vem do inglês Blind Carbon Copy (cópia cega). Utilizado quando o usuário deseja encaminhar um e-mail e anexa um destinatário que não deve aparecer na mensagem para as outras pessoas.

Subject: é o assunto de sua mensagem e pode ou não ser preenchido.

Servidores de e-mail e seus protocolos

Os correios eletrônicos podem ser divididos de duas formas: os agentes de usuários e os agentes de transferência de mensagens. Os agentes usuários são exemplificados pelo Mozilla Thunderbird e pelo Outlook. Já os agentes de transferência realizam um processo de envio dos agentes usuários e servidores de e-mail.

Os agentes de transferência usam três protocolos: SMTP (Simple Transfer Protocol), POP (Post Office Protocol) e IMAP (Internet Message Protocol). O SMTP é usado para transferir mensagens eletrônicas entre os computadores. O POP é muito usado para verificar mensagens de servidores de e-mail quando ele se conecta ao servidor suas mensagens são levadas do servidor para o computador local. Pode ser usado por quem usa conexão discada.

Já o IMAP também é um protocolo padrão que permite acesso a mensagens nos servidores de e-mail. Ele possibilita a leitura de arquivos dos e-mails, mas não permite que eles sejam baixados. O IMAP é ideal para quem acessa o e-mail de vários locais diferentes.

Outlook Express

Os navegadores disponibilizam correios eletrônicos para que os usuários possam receber e enviar e-mails. O Outlook Express é um programa associado ao sistema operacional Windows. O endereço de e-mail fica da seguinte forma:

nomedousuario@nomedoprovedor.dominio.pais

Segmentos do Outlook Express

Painel de Pastas: permite que o usuário salve seus e-mails em pastas específicas e dá a possibilidade de criar novas pastas;

Painel das Mensagens: onde se concentra a lista de mensagens de determinada pasta e quando se clica em um dos e-mails o conteúdo é disponibilizado no painel de conteúdo.

Painel de Conteúdo: esse painel é onde irá aparecer o conteúdo das mensagens enviadas.

Painel de Contatos: nesse local se concentram as pessoas que foram cadastradas em sua lista de endereço.

Conceitos de organização e de gerenciamento de arquivos, pastas e programas

Conceitos de organização e de gerenciamento de informações, arquivos, pastas e programas

 

WINDOWS EXPLORER

O Windows Explorer é um gerenciador de informações, arquivos, pastas e programas do sistema operacional Windows da Microsoft.

Na versão em português ele é chamado de Gerenciador de arquivo ou Explorador de arquivos.

O seu arquivo é chamado de Explorer.exe

Conceitos relacionados à Intranet e Internet

Conceitos relacionados à Intranet e Internet.

 

INTERNET

Conceito

Uma boa definição seria: é uma rede mundial de computadores. Aprofundando o conceito:

a) Rede de computadores é quando se tem 02 (dois) ou mais computadores interligados, como por exemplo numa sala de treinamento de informática, com a fim de compartilhar informações;

b)Rede mundial porque as diversas redes de computadores interconectadas estão “espalhadas” pelo mundo todo. Um requisito para fazer acessar a Internet é utilizar o TCP/IP e, além disso, ter um endereço IP válido para a mesma.

Notas:

MS-Windows 7 Parte 2

Manipulação de arquivos e pastas

 

Como criar uma pasta

 

Tem duas maneiras:

1º modo:

Vá ao local onde você quer abrir e no menu que está abaixo da barra de endereço e clica em nova pasta.

2º modo:

Vá ao local que quer criar a pasta e clique com o botão direito do mouse e vai em novo e depois pasta.

 

Como criar um arquivo:

O arquivo pode ser criado em qualquer editor como o Word, Excel, Power Point dentro outro, mas o sistema é sempre o mesmo.

Vou utilizar o bloco de notas:

 

Depois de feito o arquivo você vai em arquivo, depois vai em salvar e  escolhe um nome e o local onde quer salvar e pronto.  Se por acaso você alterou um arquivo e quer salvar outro mantendo o original é só ir em salvar como e escolher um outro nome e escolher o local e pronto.

 

 

 

 

Como renomear uma pasta ou arquivo:

O modo de renomear é o mesmo para pasta como para arquivo. Clique com o botão direito do mouse na pasta ou arquivo e clique em renomear

 

Como excluir um arquivo ou pasta

É o mesmo processo, clica com o botão direito do mouse e excluir.

 

Como copiar arquivos e pastas

É o mesmo processo só que duas vezes:

Primeiro você clica com o botão direito do mouse e copia

Depois vai ao local que quer colocar a cópia e clica com o botão direito de novo só que agora você vai aparecer a opção colar.

 

Uso dos menus:

 

Os programas quase sempre têm vários comandos que você possa usar e muitos deles estão em menus igual à de um restaurante, com uma lista de opções. Muitos menus ficam escondidos (ocultos) até que você clique na barra de menus abaixo da barra de titulo.

Para escolher um comando é só clicar nele. Às vezes aparece outro menu com mais opções(sub-menu) e se estiver cinza é por que ele não esta habilitado.

Clicando com a direita em quase todo do PC, como ícones, área de trabalho, barra de tarefas e etc. você também abre muitos menus.

 

Programas e aplicativos:

Programas e aplicativos basicamente é a mesma coisa.

Quase tudo que você faz no PC requer o uso de um programa; Se você for escrever precisará de um editor de texto,se for retocar uma imagem, precisará de um editor de imagem, para acessar a internet será necessário um navegador. Centenas de programas estão disponíveis para Windows.

No Windows o menu Iniciar é a porta de entrada para todos os programas do computador. O painel esquerdo do menu iniciar contem uma pequena lista de programas e mais os programas usados recentemente. Para abrir um programa é só clicar nele.Para procurar uma lista dos seus programas, clique no botão iniciar e em todos os programas.

Os programas quando são desenvolvidos tem um tipo de licença de uso dele, pode ser gratuito ou não.

Eles podem ser :

Freeware: é o mesmo que gratuito. Você pode usar todas as funções do programa sem restrições. O tempo de uso pelo usuário é ilimitado.

Shareware: o programa possui algumas limitações em relação ao acesso das funções ou limite de tempo de utilização, geralmente contado em dias, a partir do momento que o software é instalado. Para ter acesso a essas ferramentas bloqueadas ou usar por tempo indeterminado, o usuário é obrigado a comprar ele.

Adware: É gratuito porem o programa tem publicidade nele de forma que o usuário é obrigado a ter contato com aquele anúncio todas as vezes que utiliza-lo. A propaganda só é retirada mediante a um pagamento por parte do cliente.

Open source: os programas open source, são totalmente gratuitos e sem restrições aos usuários e possuem o código fonte de programação acoplada a eles. Isso significa que qualquer pessoa pode alterar as funções do programa sem a necessidade de nenhum tipo de pagamento aos criadores.

Interação com o conjunto de aplicativos MS-Office 2007/ MS-Office 2010:

Vasculhei a internet procurando o que eles estão querendo com este item e não achei nada. Acredito que seja algo simples para quem sabe sobre o sistema operacional e sobre o pacote Office. Caso você ache algo e queira acrescentar é só fazer um comentário.

Coloquei links para apostilas que foram disponibilizadas na internet gratuitamente:

Apostila Word 2007

Apostila Excel 2007

Apostila PowerPoint 2007

Apostila Word 2010

Apostila Excel 2010

Apostila PowerPoint 2010

 Para complementar seus estudos de informatica:

MS-Windows 7

 

MS-Windows 7

 

Conceito de Pastas:

Não contém informação propriamente dita. A função é organizar tudo que esta dentro de cada unidade. Elas contem arquivos e subpastas.

 

Diretórios:

É o mesmo que pasta, este termo era muito usado no tempo do DOS

 

Arquivos:

Os arquivos são o computador sem mais nem menos. Qualquer dado é salvo em seu arquivo correspondente. São fotos, vídeos, imagens, programas, músicas e etc..

 

Atalho:

 Repare que o atalho tem uma seta no canto inferior esquerdo.

É uma maneira rápida de abrir um arquivo, pasta ou programa; Um atalho não tem conteúdo algum e sua única função é “chamar o arquivo” que realmente queremos e que está armazenado em outro lugar.

 

Área de trabalho ou desktop:

É a área de exibição quando você liga o computador e faz o logon do Windows. Quando você abre programas ou pastas, eles são exibidos sobre a área de trabalho, Nela também é possível colocar itens, como arquivos e pastas, e organiza-los como quiser.  A  chamamos  de tela inicial do Windows. Ela é composta de :

  • Menu iniciar
  • Barra de tarefas
  • Área de notificação
  • Ícones, pastas e atalhos
  • Papel de parede ou plano de fundo.

 

Área de transferência:

É uma área de armazenamento temporário de informações que você copiou ou moveu de um lugar e planeja usar em outro lugar. Você pode selecionar texto ou elementos gráficos e em seguida, usar os comandos recortar ou copiar para mover sua seleção para a área de transferência, onde ela será armazenada ate que você use o comando colar para inseri-la em algum outro lugar. Quando desligar o PC, é apagado tudo que esta na área de transferência.

 

Manipulação de arquivos e pastas

CONTINUA NA PARTE 2