Menu fechado

Categoria: Português

Funções do “que” e do “se”

 

Funções do “que” e do “se”

 

Funções do “que”

O termo “que” pode pertencer a categorias gramaticais diferentes e exerce funções sintáticas diferentes. Vejamos, separadamente, cada uma das funções do que:

 

  1. SUBSTANTIVO

Equivale a alguma coisa.

Nesse caso, virá sempre antecedido de artigo ou outro determinante e receberá acento por ser monossílabo tônico terminado em e. Como substantivo, designa também a 16ª letra de nosso alfabeto. Quando a palavra que for substantivo, exercerá as funções sintáticas próprias dessa classe de palavra (sujeito, objeto direto, objeto indireto, predicativo etc.)

Ele tem certo quê misterioso. (substantivo na função de núcleo do objeto direto)

Aspectos gerais da redação oficial – Parte 3

 

1.3. Formalidade e padronização:

As comunicações oficiais devem ser sempre formais, isto é, obedecem a certas regras de forma: além das já mencionadas exigências de impessoalidade e uso do padrão culto de linguagem, é imperativo, ainda, certa formalidade de tratamento. Não se trata somente da eterna dúvida quanto ao correto emprego deste ou daquele pronome de tratamento para uma autoridade de certo nível; mais do que isso, a formalidade diz respeito à polidez, à civilidade no próprio enfoque dado ao assunto do qual cuida a comunicação.

Aspectos gerais da redação oficial – Parte 2

 

1.2. A linguagem dos atos e comunicações oficiais:

 

A necessidade de empregar determinado nível de linguagem nos atos e expedientes oficiais decorre, de um lado, do próprio caráter público desses atos e comunicações; de outro, de sua finalidade. Os atos oficiais, aqui entendidos como atos de caráter normativo, ou estabelecem regras para a conduta dos cidadãos, ou regulam o funcionamento dos órgãos públicos, o que só é alcançado se em sua elaboração for empregada a linguagem adequada. O mesmo se dá com os expedientes oficiais, cuja finalidade precípua é a de informar com clareza e objetividade.

Locuções verbais (perífrases verbais)

 

O QUE VOCÊ VAI ENCONTRAR AQUI
  • Definição de locuções verbais
  • Locução verbal com verbo principal no gerúndio
  • Locução verbal com verbo principal no infinitivo
  • Locução verbal com verbo principal no particípio
  • Locuções verbais e a conjugação perifrásica
  • E no final duas videoaulas curtas explicando o assunto

Locuções verbais (perífrases verbais)

Ocorre uma locução verbal quando dois verbos aparecem juntos na frase, desempenhando o papel de um único verbo, ou seja, transmitindo apenas uma ação verbal.

As locuções verbais são formadas por um verbo auxiliar mais um verbo principal.

O verbo auxiliar é flexionado, indicando o tempo, o modo, o número e a pessoa da ação verbal. O verbo principal aparece numa das formas nominais: gerúndio, infinitivo ou particípio.

formalidade e informalidade

Formalidade e informalidade

Esta matéria também pode ser pedida nas seguintes formas:

Linguagem formal e informal

Norma culta x norma coloquial

Norma culta x linguagem coloquial

Com a família e os amigos usamos uma linguagem mais descontraída, ou seja, uma linguagem informal. Com superiores hierárquicos usamos uma linguagem mais cuidada, ou seja, uma linguagem formal. Assim, podemos concluir que diferentes contextos sociais e comunicativos exigem diferentes linguagens.

Reconhecimento da intenção comunicativa dominante no texto

 

O QUE VOCÊ VAI ENCONTRAR AQUI:
  • Intenção comunicativa
  • Funções comunicativas (Funções de linguagem)

Este conteúdo também pode ser pedido nos concursos na seguinte forma: Reconhecimento do tipo textual predominante no texto

Reconhecimento da intenção comunicativa dominante no texto

Essencialmente esta matéria é pura compreensão e interpretação de texto. Nos concursos é colocado um texto, geralmente grande e pede para você dizer qual é a intenção dominante no texto, ou seja, o que o autor do texto esta querendo dizer, qual é o tema central do texto. Então é somente necessária a leitura com atenção.

Agora tem alguns concursos que pedem a parte teórica sobre os elementos básicos necessários para a comunicação e funções de linguagem que coloquei logo abaixo:

 

INTENÇÃO COMUNICATIVA:

Figuras de sintaxe

 

O QUE VOCÊ ENCONTRARÁ AQUI:
  • Definições de figuras de sintaxe e as principais:
  • Pleonasmo
  • Anáfora
  • Anacoluto
  • Elipse
  • Zeugma
  • Assíndeto
  • Polissíndeto
  • Anástrofe
  • Hipérbato ou inversão
  • Sínquise
  • hipálage
  • Silepse

Figuras de sintaxe:

Figuras de sintaxe são figuras de linguagem para enfatizar uma mensagem, interferindo na estrutura da frase como inversão, repetição ou omissão dos termos.

As figuras de linguagem podem ser classificadas em: figuras de sintaxe, figuras de palavras, figuras de pensamento e figuras de som.

 

Principais figuras de sintaxe:

Gênero do texto (literário e não literário, narrativo, descritivo e argumentativo) – Parte 4

Texto Descritivo

 

É a descrição de uma pessoa, lugar ou objeto mostrando suas características, com o objetivo de transmitir para a pessoa com quem fala uma visualização que muitas vezes pode ver e sentir o que o autor do texto quer passar.

O texto descritivo utiliza muito adjetivos.

Ex.: Diário, classificados de jornais, cardápios e currículo

 

Texto argumentativo

 

Seu objetivo é defender um ponto de vista através da argumentação. Você introduz o assunto ou tema, desenvolve com seus motivos (argumentos) e depois conclui fechando a argumentação.

Para deixar mais claro sua argumentação ele pode utilizar contra-argumentos para não dar margem a interpretações erradas.

Os argumentos podem ser pesquisas, dados históricos ou mesmo depoimentos.

Normalmente o texto deve ser objetivo e impessoal.

Exs.: Editorial, manifesto e sermões

Tipos de frase

Tipos de frase

O QUE VOCÊ ENCONTRARÁ AQUI:
Tipos de frase:

  • Frases declarativas
  • Frases interrogativas
  • Frases imperativas
  • Frases exclamativas
  • Frases optativas
  • Frases nominais e verbais

 

Tipos de Frase

 

Muitas vezes, as frases assumem sentidos que só podem ser integralmente captados se atentarmos para o contexto em que são empregadas. A entoação é um elemento muito importante da frase falada, pois nos dá uma ampla possibilidade de expressão. Dependendo de como é dita, uma frase simples como “É ela.” pode indicar constatação, dúvida, surpresa, indignação, decepção, etc. Na língua escrita, os sinais de pontuação podem agir como definidores do sentido das frases. Um fator muito importante quando se trata da linguagem escrita é a chamada intencionalidade discursiva, ou seja, o verdadeiro objetivo pretendido pelo interlocutor através daquilo que ele escreve.

 

Frases declarativas

Ordem alfabética

Ordem alfabética

A ordem alfabética é a organização de itens de acordo com suas letras iniciais de A a Z, por uma ordem crescente ou decrescente de letras.

Caso preferir, no vídeo abaixo tem esta postagem em áudio e vídeo

Com a nova reforma ortográfica que entrou em vigor em 2009, as letras K, W e Y voltaram a ser utilizadas e com isso nosso alfabeto passou a contar com 26 letras.