Menu fechado

Tag: português

Fala e desvio de norma

No final da postagem tem uma videoaula que vale conferir!

Recomendo os seguintes links:

português completo

conteúdo do concurso do TRE-SP 2016.

Como estudar para concursos públicos.

Conheça as características das principais bancas organizadoras de concursos públicos

Gostaria de lembrar também que tenho um livro de aventura que publiquei a versão final em e-book no Amazon, A fortaleza do Centro, dá uma olhadinha nele é muito legal.

Gostaria também de saber qual concurso você vai fazer, é só postar nos comentários

Abraços e bons estudos!


Procurei muito sobre este tema também, mas achei ele meio subjetivo, pois não tem matérias que trata especificamente sobre o assunto.

Na verdade coloquei um artigo feito Rosiane Socorro Figueiredo Ferreira que fala  mais ou menos sobre o tema.

O objetivo deste poste é trazer você até ele e quem sabe você saiba sobre o assunto e coloque um comentário. Pode ser de alguma apostila que comprou, ou mesmo indicar um link sobre o assunto. O que espero é que você me ajude a tornar o tema completo e atualizado para que possamos democratizar esta informação e todos que o acessarem possam se preparar bem sobre o tema e passar em algum concurso almejado. Então aguardo sua ajuda.

Abraços e obrigado.

Desvios Linguísticos X Norma-Padrão

ROSIANE SOCORRO FIGUEIREDO FERREIRA

RESUMO

O objetivo deste artigo é proporcionar aos acadêmicos do curso de letras, conhecimento sobre os desvios linguísticos e norma padrão, do “certo e errado” na língua portuguesa brasileira, segundo a visão do autor Marcos Bagno em seus livros “Português ou Brasileiro? A Norma Oculta e Nada na Língua é Por Acaso”, os quais serviram de embasamento a este artigo.

Palavras-chave: Conhecimento. Desvios Linguísticos. Norma Padrão. Língua Portuguesa.

RESUMEN

Para proporcionar al académico del curso de letras, el conocimiento en los linguísticos que desviaban líneas y estándar de la norma, de la “cierta e incurrió en una equivocación” en la lengua portuguéa brasileña, según la visión del autor Marcos Bagno en sus libros “portugueses o brasileño? “La

Emprego dos sinais de pontuação

A ortografia oficial de uma língua é o conjunto de regras e padrões que definem a forma correta de escrita das palavras (emprego das letras), bem como o uso correto dos sinais de acentuação, emprego do sinal indicativo de crase e dos sinais de pontuação.

Nesta postagem veremos os sinais de pontuação e no final dela tem links para as postagens sobre emprego das letrasemprego dos sinais de acentuação e emprego do sinal indicativo de crase.

Caso preferir, no vídeo abaixo tem esta postagem em áudio e vídeo

SINAIS DE PONTUAÇÃO

Redação (confronto e reconhecimento de frases corretas e incorretas)

Redação: Confronto e reconhecimento de frases corretas e incorretas

Para escrever e falar corretamente, é necessário observar a escrita e o significado de algumas palavras, que acabam confundindo o escritor por serem parecidas, mas que possuem significados diferentes. Abaixo, seguem algumas palavras que costumam confundir o uso numa redação.

Vocabulário

1) EM NÍVEL DE

Só podemos usar EM NÍVEL ou NO NÍVEL DE ou AO NÍVEL DE se houver “níveis”: “EM NÍVEL federal” está correto porque poderia ser em nível estadual, municipal…

2) TAMPOUCO

TAMPOUCO significa “nem, e não”: “Não trabalha TAMPOUCO estuda”.
TÃO POUCO é “muito pouco”: Estudou tão pouco que foi reprovado”

3) PENALIZADO

Figuras de linguagem

Figuras de linguagem ou linguagem figurada

 

Também é conhecida como figuras de estilo ou figuras de retórica.

ATENÇÃO: Coloquei no final do artigo várias questões de concursos, que recomendo que faça todas, pois além de fixar melhor o conteúdo, você irá entender como este assunto é pedido nos concursos.

Caso preferir, no vídeo abaixo tem esta postagem em áudio e vídeo

São artifícios que são usados por um orador ou escritor para dar mais significado (ênfase) ou mais estilo (ficar mais bonito) para que o ouvinte ou leitor possa interpretar da maneira que ele quer.

ESTE ARTIGO FOI TRANSFERIDO PARA MEU NOVO BLOG MÉTODO CONCURSOS. PARA ACESSAR CLIQUE AQUI!!

Classe de palavras: Advérbio


Depois da parte teórica eu coloquei uma videoaula bem legal.

Após a videoaula tem algumas questões para você praticar seu conhecimento.

Tenho algumas postagem que acho interessante  e que acredito que você irá gostar:

Uma com todo conteúdo de português: português completo

conteúdo do concurso do TRE-SP 2016.

Como estudar para concursos públicos.

Gostaria de lembrar também que tenho um livro de aventura que publiquei a versão final em e-book no Amazon, A fortaleza do Centro, dá uma olhadinha nele é muito legal.

Bons estudos!


Advérbio:

É a palavra que modifica o sentido do verbo (maioria), do adjetivo e do próprio advérbio (intensidade para essas duas classes). Denota em si mesma uma circunstância que determina sua classificação:

  • lugar:longe, junto, acima, ali, lá, atrás, alhures;
  • tempo:breve, cedo, já, agora, outrora, imediatamente, ainda;
  • modo:bem, mal, melhor, pior, devagar, a maioria dos adv. com sufixo -mente;
  • negação:não, qual nada, tampouco, absolutamente;
  • dúvida:quiçá, talvez, provavelmente, porventura, possivelmente;
  • intensidade:muito, pouco, bastante, mais, meio, quão, demais, tão;
  • afirmação:sim, certamente, deveras, com efeito, realmente, efetivamente.

As palavras onde (de lugar), como (de modo), porque (de causa), quanto (classificação variável) e quando (de tempo), usadas em frases interrogativas diretas ou indiretas, são classificadas como advérbios interrogativos (queria saber onde todos dormirão / quando se realizou o co

Concordância Verbal e Nominal

Concordância verbal e nominal

Concordância verbal

Na concordância verbal o verbo se flexiona para concordar com o sujeito gramatical. Esta flexão pode ser realizada em número (singular ou plural) e em pessoa (1.ª (eu), 2.ª(tu) ou 3.ª pessoa(ele)).

Caso preferir, no vídeo abaixo tem esta postagem em áudio e vídeo

Exemplo 1:

Eu gosto de chocolate

Eu está no singular

Verbo gostar também no singular

Exemplo 2:

Os técnicos escalaram os times.

Técnicos está no plural

Verbo escalar está no plural

Casos especiais de concordância verbal

CLIQUE PARA CONTINUAR

Correspondência oficial – PARTE 1

Correspondência oficial (conforme Manual de Redação da Presidência da República)

Padrão Ofício.

Veremos neste artigo os aspectos gerais da redação oficial como os pronomes de tratamento, signatários, grafias de cargos compostos, vocativo e finalmente o padrão ofício. Todo o conteúdo foi retirado direto do Manual de Redação da Presidência da República.

 

ATENÇÃO: Fiz algumas observações baseadas em questões recentes de concursos (2020/2019), então sugiro ler o texto até o seu final.

Correspondência Oficial: Padrão Ofício – Questões de concursos

Caso preferir, no vídeo abaixo tem esta postagem em áudio e vídeo

ASPECTOS GERAIS DA REDAÇÃO OFICIAL

Pronomes: emprego, forma de tratamento e colocação

Pronomes: emprego, forma de tratamento e colocação

Pronomes:

A palavra que acompanha (determina) ou substitui um nome é denominada pronome.

Ex.: Ana disse para sua irmã:
– Eu preciso do meu livro de matemática. Você não o encontrou? Ele estava aqui em cima da mesa.

1. eu substitui “Ana”
2. meu acompanha “o livro de matemática”
3. o substitui “o livro de matemática”
4. ele substitui “o livro de matemática”

Flexão

Novas regras ortográficas

Depois de um período de seis anos de transição, o acordo ortográfico assinado com sete países de língua portuguesa entrou oficialmente em vigor no Brasil.

Algumas palavras perderam o acento, outras se separaram ou se uniram. As mudanças do novo acordo ortográfico começaram em 2008, mas somente em 2013 se tornaram obrigatórias. Se engana quem pensa que elas vieram para complicar mais a língua.

Confira as novas regras ortográficas

As novas regras da língua portuguesa mexem com acentuação e hífen.
Veja as regras atuais e o que era antes na língua portuguesa:  

Redação oficial – parte 3

significa também um trâmite a ser seguido para alcançar determinado objetivo (“seguir o protocolo”).

A gestão do protocolo

A gestão do protocolo é normalmente confiada a uma repartição determinada, que recebe o material documentário do sujeito que o produz em saída e em entrada e os anota num registro (atualmente em programas informáticos), atribuindo-lhes um número e também uma posição de arquivo de acordo com suas características.

O registro tem quatro elementos necessários e obrigatórios:

  1. Número progressivo
  2. Data de recebimento ou de saída
  3. Remetente ou destinatário
  4. Regesto, ou seja, breve resumo do conteúdo da correspondência.