Menu fechado

Uso correto da vírgula

E-books GRATUITOS e Apostilas com preços IMPERDÍVEIS. APROVEITE !!

Uso correto da vírgula

Neste tipo de artigo eu pego uma questão de concurso e explico primeiro a parte teórica e depois resolvo a questão.

ATENÇÃO: Veja o vídeo/ artigo até o final que depois você conseguirá acertar todas as questões que envolve o uso da vírgula.

Veja no vídeo abaixo a explicação da questão:

 

Ano: 2020 Banca: IBADE Órgão: IBGE – Recenseador

O emprego de vírgula é algo que costuma deixar muito inseguros os usuários de língua portuguesa. Das frases típicas a seguir, identifique a que esteja correta nos padrões da norma culta:

A Oi filho tudo bem?!

B Estava no trabalho por isso não atendi.

C A pessoa, me telefonou.

D Se chover, não teremos o evento.

E Não gosto, disso.

Uso correto da Vírgula (,)

 

A vírgula marca pausas indicando que os termos por ela separados não formam uma unidade sintática, apesar de estarem na mesma oração.

ATENÇÃO: Este texto pressupõe que você já conhece outros conceitos de português como o que é um vocativo, sujeito predicado, verbo, adjunto adverbial e etc…, mas caso não tenha eu coloquei links em todos os conceitos para caso você queira estudá-los.

 

A vírgula pode ser usada em diversas situações como:

 

1 – Separar o vocativo: João, vá ao supermercado comprar carne.

Vocativo: chamamento do interlocutor

 

2 – Separar termos que possuem mesma função sintática na oração: O bêbado, chorou, gritou, brigou e, enfim, sossegou.

Função sintática: É o papel que determinada palavra desempenha dentro de uma oração.

 

3 – Separar o aposto: Caio, irmão de Arthur, veio assistir à palestra.

Aposto: Palavra que aumenta, resume ou explica o conteúdo de outro na oração.

 

4 – Separar os nomes dos locais de datas: Vila Velha, 30 de março de 2019.

 

5 – Para separar as orações subordinadas adjetivas explicativas: Os jogadores de basquete, que são profissionais, recebem altos salários.

Orações subordinadas adjetivas (se encaixa na oração principal) explicativas (dá uma qualidade ao antecedente separada por vírgula)

 

6 – Separar o adjunto adverbial no início ou meio da oração: Naquele tempo, havia mais contato entre as pessoas.

Adjunto adverbial: É o termo que modifica o sentido de um verbo, de um adjetivo ou de um advérbio

 

7 – Separar elementos repetitivos: Eu estou com muita, muita, muita pressa!

 

8 – Separar elementos de uma enumeração: meus sorvetes preferidos são os de baunilha, coco, morango e chocolate.

 

9 – Separar termos coordenados assindéticos: Vim, vi, venci. (Júlio César)

Termos coordenadas assindéticas são termos que não estão ligadas através de conjunções, mas sim através de uma pausa, normalmente pela vírgula.

 

10 – Indica a supressão de uma palavra, normalmente do verbo: Eu comi uma torta de chocolate; meu filho, de coco.

 

E-books GRATUITOS e Apostilas com preços IMPERDÍVEIS. APROVEITE !!

11 – Antes de conjunções adversativas (mas, porém, todavia, entretanto, contudo,…) e conclusivas (por isso, então, logo, portanto,…): Ele sempre estudou muito, por isso vai passar no vestibular.

 

A vírgula não se usa em algumas situações

Não se separar termos que tem ligação entre si sintaticamente

 

1 – não se separa por vírgula sujeito e predicado, sujeito e verbo e nem verbo e seus complementos.

Os atletas estão felizes pelo placar elástico.

Entreguei aos jogadores as medalhas.

 

2 – Entre a oração principal e a oração subordinada substantiva

As orações subordinadas substantivas normalmente são ligadas pelas conjunções integrantes “que” e “se”.

Não era permitido que os meninos nadassem nesta piscina.

Não era permitido: oração principal

Que os meninos nadassem nesta piscina: oração subordinada substantiva subjetiva.

 

Agora vamos analisar a questão

 

Ano: 2020 Banca: IBADE Órgão: IBGE – Recenseador

O emprego de vírgula é algo que costuma deixar muito inseguros os usuários de língua portuguesa. Das frases típicas a seguir, identifique a que esteja correta nos padrões da norma culta:

 

A Oi filho tudo bem?!

Usa vírgula para separar o vocativo

Oi, filho, tudo bem? ou Oi filho, tudo bem?

 

B Estava no trabalho por isso não atendi.

Usa antes de conjunções adversativas (mas, porém, todavia, entretanto, contudo,…) e conclusivas (por isso, então, logo, portanto,…)

Estava no trabalho, por isso não entendi.

 

C A pessoa, me telefonou.

Não se separa por vírgula sujeito e predicado, sujeito e verbo e nem verbo e seus complementos.

A pessoa= sujeito

Me = Objeto indireto

Telefonou = verbo transitivo direto

A pessoa me telefonou

 

D Se chover, não teremos o evento.

Se separa o adjunto adverbial no início ou meio da oração

Se chover = oração subordinada adverbial antecipada (correto)

Outro raciocínio é: Se a vírgula tiver sentido de “então” tem que colocar a vírgula.

Se chover, (então) não teremos o evento.

 

E Não gosto, disso.

Não se separa por vírgula sujeito e predicado, sujeito e verbo e nem verbo e seus complementos.

Gosto = Verbo transitivo indireto

Disso = Objeto indireto

Não gosto disso.

 

RESPOSTA DA QUESTÃO LETRA D

E-books GRATUITOS e Apostilas com preços IMPERDÍVEIS. APROVEITE !!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *