Menu fechado

Reconhecimento de tipos e gêneros textuais

COMBO CARREIRA BANCÁRIA COM 9 APOSTILAS POR APENAS R$ 28,90 CLIQUE AQUI!!

 

Reconhecimento de tipos e gêneros textuais

 

Os estudantes costumam confundir tipos textuais com gêneros textuais, mas são duas coisas diferentes.

Caso preferir, no vídeo abaixo tem esta postagem em áudio e vídeo

Tipo textual: O tipo textual é a estrutura do texto, ou seja, é a forma como o texto se apresenta.

Gênero textual: O Gênero textual é o uso deste texto, ou seja, é a função social/ comunicativa do texto. É um texto que vivencia o cotidiano, podendo ser verbal ou não verbal.

Para visualizarmos melhor é como se os tipos textuais fossem um grupo e os gêneros textuais fosse um subgrupo dos tipos textuais.

Existem uma infinidade de gêneros textuais, e no texto abaixo cito apenas os principais.

Temos quatro principais tipos e gêneros de textos:

 

Narrativo, descritivo, dissertativo e explicativo

 

Tipo de texto narrativo (narração)

 

É a narração de um fato. Podendo ser fictício ou não. O autor conta uma história

Para se ter um texto narrativo é necessário que se tenha:

Espaço: É o lugar onde ocorre a história.

Tempo: Duração que ocorre a história.

Personagens: São os seres, que normalmente são pessoas, podendo ser animais ou mesmo objetos que participam na história.

Narrador: Pode ser em 1ª pessoa (pessoal fazendo parte da história) ou na 3ª pessoa (impessoal, ele está longe da história).

Verbos no passado

 

Gêneros textuais narrativos:

Neles tem um personagem em algum lugar e época. Tem a introdução, desenvolvimento, tensão e seu final. Ex.: Crônica, contos, novelas, Romance, fábulas, relato pessoal e notícia.

Crônicas: Baseada no cotidiano com uma narrativa curta com acontecimentos podendo ser reais ou fictícios. Possui caráter narrativo ou argumentativo. Normalmente tem um tema cultural, político ou social. A crônica é um texto que predomina a narração;

É um texto que narra o cotidiano das pessoas, situações que nós mesmos já vivemos e normalmente é utilizado a ironia para mostrar um outro lado da mesma história.

Gênero que apresenta uma narrativa informal ligada à vida cotidiana. Apresenta certa dose de lirismo e sua principal característica é a brevidade.

Na crônica o tempo não é relevante e quando é citado, geralmente são pequenos intervalos como horas ou mesmo minutos.

O cronista descreve os acontecimentos em ordem cronológica e desafiando o leitor dando a sensação de diálogo mostrando uma visão própria dos fatos.

Crônica é um texto curto publicado em jornais, revistas ou blogs, de linguagem simples, em estilo literário e jornalístico, e que retrata os aspectos da vida cotidiana, geralmente com toques de humor ou ironia.(caiu em concurso – Ano: 2022 Banca: FEPESE Órgão: IGP-SC);

 

Conto: É fictício e também tem uma narrativa curta

É uma obra de ficção em que são criados seres e locais totalmente imaginário.

É uma narrativa linear e curta, tanto em extensão quanto no tempo em que se passa, que envolve poucas personagens e com ações que, em geral, se passam em um só espaço e se encaminham diretamente para o desfecho, em torno de um só eixo temático e um só conflito. (caiu em concurso – Ano: 2022 Banca: FEPESE Órgão: IGP-SC);

A diferenciação entre o conto, a novela e o romance também se baseia na sua extensão, ou seja, dos três ele é o que tem o texto mais curto. Outro diferencial do conto com o romance é que só tem uma história central, ou seja, não se desenvolve outras histórias secundárias.

 

Novela: A novela é muito parecida com o conto e o romance, diferenciado por sua extensão. Ela fica entre o conto e o romance.

Ela tem a história principal, mas também tem várias histórias secundárias. O tempo na novela é baseada no calendário. O tempo e local são definidos pelas histórias dos personagens. Se for uma novela de época é usado a linguagem da época. Outra característica é a quantidade de personagem, ou seja, é bem superior ao de um conto.

A história (enredo) tem um ritmo mais acelerado do que a do romance por ter um texto mais curto.

 

Romance: Narrativa longa que descreve um ambiente, personagens e roupas. Pode ser tanto narrativo como descritivo;

Apesar de ser narrativo ele descreve o ambiente, personagens e roupas para atiçar o imaginário do leitor.

É uma descrição longa de ações e sentimentos de personagens fictícios, podendo ser de comparação com a realidade ou totalmente irreal. A diferença principal entre um romance e uma novela é a extensão do texto, ou seja, o romance é mais longo.

No romance é usado muitas formas de narração estilizadas e harmoniosas para dar mais emoção ao texto. No romance nós temos uma história central e várias histórias secundárias.

 

Fábula: É um texto narrativo, quase sempre breve e em prosa, com personagens sem muita complexidade e história de caráter ético e moral. A fábula é um gênero textual muito utilizado no processo de formação ética e moral dos indivíduos.

 

Relato pessoal: gênero de texto narrativo onde o autor conta suas vivências pessoais a outra pessoa, dentro de um ambiente, tempo e personagens.

 

Notícia: Texto narrativo e/ou descritivo. Seu objetivo é informar fatos atuais e cotidianos de maneira formal e objetiva. Texto impessoal (3ª pessoa)

 

Tipo de texto Descritivo (descrição)

Um texto em que se faz uma imagem escrita, dá detalhes de um ser, podendo ser uma pessoa, objeto, animal ou lugar. Conta uma história mais detalhadamente

Pode até descrever sensações ou sentimentos.

Ele sempre está acompanhado de outro tipo de texto.

 

Gêneros textuais descritivos:

É a descrição de uma pessoa, lugar ou objeto mostrando suas características, com o objetivo de transmitir para a pessoa com quem fala uma visualização que muitas vezes pode ver e sentir o que ele quer passar.

Ex.: Diário, classificados de jornais, estatuto, cardápios e currículo

Diário: Ele descreve o dia a dia de uma pessoa e seus sentimentos.

COMBO CNU - 2024 COM 8 APOSTILAS POR APENAS R$ 29,90 - SAIA NA FRENTE!!

Currículo: Descreve todas as informações de uma pessoa.

Classificados de jornais e cardápios

Estatuto

Estatuto é um conjunto de normas jurídicas, acordadas pelos sócios ou fundadores, que regulamenta o funcionamento de órgãos colegiados, constituídos como entidade jurídica ou não, quer seja uma sociedade, uma associação ou uma fundação. (Caiu em concurso – Ano: 2022 Banca: FEPESE Órgão: IGP-SC);

O Conto, novela e o romance apesar de serem considerados textos narrativos também pode ser classificados como descritivos, pois descrevem os ambientes, pessoas, objetos, animais e lugares.

 

Tipo de texto dissertativo (Dissertação)

Texto dissertativo Informativo/Expositivo: Informa algum assunto ao leitor;

Verbos no presente;

É explicar ou falar sobre um assunto. É um texto informativo. É narrativo e argumentativo.

Pode ser expositivo ou argumentativo

 

Dissertação expositiva (dissertativo expositivo)

Dissertativo Expositivo: Seu objetivo é expor e esclarecer uma ideia através de comparações e pontos de vista sem o objetivo de tentar convencer e sim de informar.

Expõe um assunto, fato ou acontecimento. Ele explica e analisa ideias.

 

Dissertação argumentativa (Dissertativo argumentativo)

Os textos argumentativos também expõem um assunto, fato ou acontecimento, mas seu objetivo principal é persuadir o leitor sobre o ponto de vista do autor a respeito do assunto. Ele se posiciona com argumentos.

Texto dissertativo-argumentativo: consiste na defesa de uma ideia por meio de argumentos, opinião e explicações fundamentadas. Este tipo de texto tem como objetivo central a formação de opinião do leitor.

Dissertativo argumentativo: Seu objetivo é defender um ponto de vista através da argumentação. Você introduz o assunto ou tema, desenvolve com seus motivos e depois conclui fechando a argumentação.

 

Gêneros textuais dissertativos

 

Publicidade: O texto publicitário é um gênero textual cuja finalidade é promover um produto ou uma ideia e estimular o interlocutor a consumi-lo de alguma forma, seja comercialmente, seja pelo engajamento ou pela mudança de comportamento. Tem interesse comercial. Seu objetivo é divulgar um produto para vendê-lo despertando o desejo de compra;

 

Propaganda: é um gênero textual dissertativo-expositivo onde há o intuito de propagar informações sobre algo, buscando sempre atingir e influenciar o leitor apresentando, na maioria das vezes, mensagens que despertam as emoções e a sensibilidade do mesmo. Seu objetivo é propagar uma ideia para influenciar atitudes através da persuasão e sensibilização; A propaganda, pode ser usado para vendas, mas seu uso é mais amplo e profundo, por isso, é muito usado em campanhas de orientação pública, campanhas políticas ou ONGs.

 

Reportagem: É um texto informativo onde se expõe os fatos. Ela é uma dissertação expositiva.

 

Diferença entre notícia e reportagem: Apesar dos dois serem textos jornalísticos, a notícia é um texto informativo e impessoal, na qual não emite opinião e o autor não assina o texto e sim, só apresenta seu nome;

Já a reportagem é pessoal onde o repórter assina seu nome e normalmente emite uma opinião.

 

Resumo: Conta a essência de um texto, o que se julga mais importantes.

 

Resenha crítica: É também um resumo, só que tem também o ponto de vista do autor, ou seja, sua opinião sobre o assunto. Ela é uma dissertação argumentativa.

A principal característica da resenha crítica é o uso do tom crítico, ou seja, a capacidade de interpretar os pontos mais importantes de um texto (ou obra) e opinar a respeito, tendo como base textos e informações de outras fontes que possam complementar o argumento apresentado. (Caiu em concurso – Ano: 2022 Banca: FEPESE Órgão: IGP-SC);

 

Editorial: É um texto dissertativo argumentativo em que expressa a opinião do editor através de argumentos e fatos sobre um assunto que está sendo muito comentado (polêmico). Sua intenção é convencer o leitor a concordar com ele.

Normalmente o editorial reflete não só a opinião e princípios do editor, mas também da empresa que ele trabalha.

 

Entrevista: Ele é um texto expositivo e é marcado pela conversa de um entrevistador e um entrevistado para a obtenção de informações. Ela também tem como principal característica transmitir a opinião de pessoas de destaque sobre algum assunto de interesse. Algumas revistas têm uma seção dedicada a esse gênero.

A entrevista trata-se de interação entre interlocutores com o objetivo de relatar experiências, conhecimentos e opiniões acerca de um determinado assunto de acordo com os questionamentos apresentados.(caiu em concurso – Ano: 2022 Banca: FEPESE Órgão: IGP-SC);

 

Tipo de texto explicativo

O texto Indica como realizar uma ação. Ele é claro e objetivo. Ele expressa uma ordem, por isso, utiliza-se o verbo no modo imperativo.

Os textos explicativos podem ser injuntivos ou prescritivos. Os textos explicativos injuntivos possibilitam alguma liberdade de atuação ao leitor, enquanto os textos explicativos prescritivos exigem que o leitor proceda de uma determinada forma.

Injuntivo: O texto injuntivo ou instrucional busca dar instruções e orientações para que o leitor cumpra alguma tarefa. Ele pode ser verbal ou não verbal.

Na tipologia textual, é também chamado de texto instrucional.

Ele indica ordem, persuasão, orientação.

Ex.: Bula de remédios, receitas de bolo e manuais de instrução

 

Prescritivo: Como o injuntivo, seu objetivo é instruir guiando a pessoa como deva proceder. Mas ele não dá nenhuma liberdade de ação à pessoa que recebe a informação, ela obriga, ou seja, ordena que deve ser cumprida a risca a determinação.

Ex.: Leis e editais de concursos

 

Gênero textuais explicativo:

Receitas, regulamentos, manuais e bilhete.

Receita: É um texto instrucional e injuntivo que tem como objetivo de informar, aconselhar, ou seja, recomendam dando uma certa liberdade para quem recebe a informação.

 

Coloquei abaixo um texto bem interessante que caiu em concurso que fala sobre a diferenciação de notícia e artigo de opinião:

Saber interpretar um texto, a partir do contexto de produção em que ele está inserido, é fundamental para a experiência cotidiana do leitor. A interpretação permite que saibamos diferenciar o conteúdo de uma notícia de jornal do de um artigo de opinião. Eles são gêneros textuais que nos propiciam a ter posturas diferentes quanto a suas leituras. Nesse ínterim, em teoria, no gênero textual notícia, não procuramos ler nas entrelinhas, pois as informações são factuais, não há linguagem subjetiva, não há duplo sentido. Já no gênero textual artigo de opinião é necessário saber ler nas entrelinhas, entender a linguagem subjetiva, entre outras estratégias de leitura que exigem posicionamento ativo na interpretação do que está escrito. Não podemos admitir que o teor de textos desse gênero seja formado de verdades absolutas. Devemos estar atentos para o contexto em que o artigo de opinião foi produzido, a fonte, as imagens (se houver), o autor e a data de publicação são, inicialmente, dados importantes para começarmos a leitura consciente de um artigo de opinião. (Texto desenvolvido especificamente para esta prova) (Ano: 2022 Banca: IBFC Órgão: MS Cargo: Tutor Médico);

COMBO INSS COM 8 APOSTILAS POR APENAS R$ 26,90 COMECE A SE PREPARAR!!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *