Menu fechado

Aspectos gerais da Administração. Organizações como sistemas abertos atualização

E-books GRATUITOS e Apostilas com preços IMPERDÍVEIS. APROVEITE !!

Aspecto geral da administração

 

 

ATENÇÃO: Coloquei no final do artigo um mapa mental e várias questões de concursos, que recomendo que faça todas, pois além de fixar melhor o conteúdo, você entenderá como este assunto é pedido nos concursos.

Se preferir, no vídeo abaixo tem a postagem em áudio e vídeo:

 

Conceito de Administração

É um processo que integra as funções administrativas como planejamento, organização, direção e controle que usa os recursos para obter um resultado específicos definido pela organização.

É também uma área do conhecimento que através de princípios, normas e funções visam regular os fatores de produção, para atingir os objetivos determinados pela organização e maximizar os lucros.

Caso queira aprofundar sobre as funções administrativas dá uma olhada nesta postagem: Funções Administrativas: planejamento, organização, direção e controle

 

Tenho uma playlist Preparatório IBGE 2021 com mais de 50 vídeo já colocados: https://www.youtube.com/playlist?list=PL-semAO9myyvNbhmHHg7v2mNPUvB52k2h

 

A organização como um sistema aberto:

Com a globalização as empresas estão se preocupando mais com o ambiente externo.

O ambiente externo é IMPREVISÍVEL, tornando as variáveis externas desconhecidas e incontroláveis.

O sistema aberto é a interação da organização com o ambiente, ou seja, cada vez que o ambiente externo muda, a empresa para sobreviver adapta seus produtos, técnicas e estruturas para acompanhar estas mudanças.

 

As organizações como sistemas abertos interagem com o meio ambiente, gerando relações de causa e efeito, influenciando e sendo influenciadas pelas diferentes interações com o meio, ou seja, ela recebe insumos (inputs), realiza o processamento e apresenta saídas (outputs).

Resumindo: O sistema aberto apresenta relações de intercâmbio com ambiente através de entradas (insumos) e saídas (produto) e, para sobreviver, deve reajustar-se às condições do meio.

Sistema aberto apresenta relações de intercâmbio com ambiente através de entradas e saídas e, para sobreviver, deve reajustar-se às condições do meio. (definição caiu em concurso)

As organizações, segundo a teoria dos sistemas, podem ser vistas como um sistema dinâmico e aberto, no qual o sistema é um conjunto de elementos mutuamente dependentes que interagem entre si com determinados objetivos e realizam determinadas funções. A partir da teoria dos sistemas, Danel Katz e Robert L. Kahn (1987) criaram um modelo organizacional aplicando-a à teoria das organizações.

Segundo os criadores, as organizações sociais caracterizam-se como sistemas abertos, uma vez que a organização realiza transações com o meio ao qual está inserida, sendo assim, converte o “input de energias” em outro input. As organizações denominadas sistemas abertos se caracterizam pela importação, transformação, exportação, ciclos de eventos, entropia negativa, feedback, homeostase, diferenciação e equifinalidade.

KATZ, Daniel e KHAN, Robert L. Psicologia social das organizações. 3 ed. São Paulo: Atlas, 1987. Cap. 2: Organização e o conceito de sistema, p. 30-45 (esta definição caiu em concurso)

Quanto mais complexas as organizações, menos previsíveis serão os comportamentos das pessoas, já que as mesmas estão em constante mudança para se adaptarem ao ambiente em que interagem.

A resiliência (capacidade do indivíduo lidar com problemas e adaptar-se a mudanças), que, no contexto das organizações, associa-se ao grau de defesa ou ao grau de vulnerabilidade do sistema diante das pressões ambientais externas.

A organização precisa conciliar dois processos opostos, imprescindíveis a sua sobrevivência que são a Adaptabilidade que é capacidade que um indivíduo tem de se adaptar de acordo com as necessidades, situações e circunstâncias e a Homeostasia que garante a rotina e manutenção do sistema.

Fronteira e limites: linha imaginária que separa o ambiente interno do ambiente externo.

Equifinalidade: Nos sistemas abertos, o mesmo estado final pode ser alcançado partindo de diferentes condições iniciais e por diferentes maneiras, ou seja, vários caminhos para atingir o mesmo objetivo.

Comportamento probabilístico e não determinístico: as organizações são sistemas abertos, são afetadas por mudanças em suas variáveis externas desconhecidas e incontroláveis em seu comportamento.

Interdependência das Partes: a organização é um sistema social com partes independentes, mas inter-relacionadas.

Entropia negativa ou negentropia: Para que uma estrutura organizacional possa ser mantida indefinidamente mantendo sua eficácia organizacional, é necessário que os sistemas abertos detenham o processo entrópico e se reabasteçam de energia, em um processo reativo de obtenção de reservas de energia que recebe o nome de entropia negativa ou negentropia.

 

As características das organizações como sistema aberto são:

Entrada: Ela recebe os insumos do ambiente externo que mantém a empresa em atividade

Transformação: Transforma estes insumos em produtos ou serviços.

Saída: Saída para o ambiente externo (venda)

Feedback/ retroalimentação/ retroinformação: Resposta do ambiente externo que ajudará a avaliar a situação para a tomada de decisões. É um mecanismo segundo o qual uma parte da energia de saída de um sistema volta à entrada. É o retorno sobre o que foi produzido, de modo que o sistema possa se corrigir ou modificar.

Resumindo: A empresa como um sistema aberto tira recursos do ambiente, processa-os e devolve-os transformados ao ambiente onde se insere.

 

MAPA MENTAL

 

QUESTÕES DE CONCURSOS

 

QUESTÃO 1 (IBGE-2019 – ACM e ACS – IBADE)

As organizações, segundo a teoria dos sistemas, podem ser vistas como um sistema dinâmico e aberto, no qual o sistema é um conjunto de elementos mutuamente dependentes que interagem entre si com determinados objetivos e realizam determinadas funções. A partir da teoria dos sistemas, Danel Katz e Robert L. Kahn (1987) criaram um modelo organizacional aplicando-a à teoria das organizações.

Segundo os criadores, as organizações sociais caracterizam-se como sistemas abertos, uma vez que a organização realiza transações com o meio ao qual está inserida, sendo assim, converte o “input de energias” em outro input. As organizações denominadas sistemas abertos se caracterizam pela importação, transformação, exportação, ciclos de eventos, entropia negativa, feedback, homeostase, diferenciação e equifinalidade.

KATZ, Daniel e KHAN, Robert L. Psicologia social das organizações. 3 ed. São Paulo: Atlas, 1987. Cap. 2: Organização e o conceito de sistema, p. 30-45

Considerando as ações que caracterizam os sistemas abertos definidos por Daniel Katz e Robert L. Kahn, marque a única opção definida corretamente.

(A) Transformação: está relacionado aos inputs de informação e possibilitam alertar à estrutura sobre o ambiente e sobre o funcionamento do próprio sistema.

(B) Entropia negativa: diz que um sistema pode atingir um estado final igual com origem em condições inicias distintas e por meio de diversas formas e meios de desenvolvimento.

(C) Princípio da equifinalidade: os sistemas abertos necessitam da aquisição de entropia negativa para sobreviver; inputs são maiores que outputs no processo de transformação.

(D) Homeostase: pode ser chamado também de estado firma e é um equilíbrio caracterizado mais pela dinamicidade do que pela estaticidade; os sistemas abertos não estão em repouso; os inputs de energia para deter a entropia agem para manter um equilíbrio no intercâmbio de energia, para que os sistemas sobrevivam.

(E) Feedback: processamento dos insumos em produtos finais.

 

QUESTÃO 2 (IBGE-2020 – ACM-ACS – IBADE)

Sobre as organizações como sistema abertos podemos definir que:

(A) apresenta a interação da organização com o ambiente externo.

(B) a organização não é um sistema social com partes independentes.

(C) não pode ser alcançada partindo de diferentes condições iniciais e por diferentes maneiras.

(D) as constantes mudanças são previsíveis quanto mais complexas as organizações.

(E) são afetadas por mudanças em suas variáveis internas.

 

QUESTÃO 3

Ano: 2013 Banca: CESGRANRIO Órgão: IBGE

Segundo a teoria dos sistemas, a organização é vista como um sistema aberto porque

A interage com o ambiente interno, enfatizando a eficiência e a sinergia em que o todo é maior que a soma das partes.

B requer produtos e feedback que são recebidos do ambiente externo e transforma produtos em insumos.

C apresenta relações de intercâmbio com ambiente através de entradas e saídas e, para sobreviver, deve reajustar-se às condições do meio.

D busca a equifinalidade de caminhos que conduzem ao mesmo resultado, aplicando ideias e métodos para, assim, desenvolver uma alternativa estratégica.

E apresenta natureza hermética em relação a qualquer influência ambiental e um comportamento totalmente determinístico e programado.

 

QUESTÃO 4

E-books GRATUITOS e Apostilas com preços IMPERDÍVEIS. APROVEITE !!

Ano: 2014 Banca: CESGRANRIO Órgão: IBGE

A organização como um sistema aberto precisa conciliar dois processos opostos, ambos imprescindíveis para a sua sobrevivência: a homeostasia e a adaptabilidade.

Para garantir a sua homeostasia, a organização precisa

A favorecer a mudança na organização do sistema.

B garantir a rotina e a manutenção do sistema.

C conduzir o sistema a um processo de ruptura.

D alterar o equilíbrio e o status quo interno do sistema.

E reverter a tendência do sistema em permanecer estático.

 

QUESTÃO 5

Ano: 2006 Banca: CESGRANRIO Órgão: IBGE

Rosa, recém-chegada a uma empresa de produtos agrícolas, descobriu que sua organização se comporta como um sistema aberto e que o elemento responsável por controlar a atuação desse sistema quanto ao cumprimento dos objetivos planejados é a(o):

A entrada.

B saída.

C retroinformação.

D processamento.

E ambiente.

 

QUESTÃO 6

Ano: 2010 Banca: CESGRANRIO Órgão: ELETROBRAS

Desde o nascimento (ou, até mesmo, antes dele) e ao longo de nossa vida, somos dependentes das organizações.

As organizações são sistemas abertos, simultaneamente sociais e técnicos.

As empresas são sistemas abertos porque

A são sistemas determinísticos em que a relação entre causa e efeito é controlada e conhecida.

B são sistemas mecânicos dependentes de processos produtivos que utilizam máquinas e equipamentos.

C são sistemas autônomos que não estabelecem relações de interdependência com o meio em que atuam.

D são consideradas similares aos sistemas orgânicos e atuam, basicamente, segundo uma relação determinística.

E interagem com o meio ambiente, gerando relações de causa e efeito, influenciando e sendo influenciadas pelas diferentes interações com o meio.

 

QUESTÃO 7

Ano: 2006 Banca: FCC Órgão: SEFAZ-SP

Em um sistema fechado, o estado inicial é determinado pelas condições iniciais. Se as condições iniciais ou o processo forem alterados, o estado final também o será. Isto não é o que acontece nos sistemas abertos. Nos sistemas abertos, o mesmo estado final pode ser alcançado partindo de diferentes condições iniciais e por diferentes maneiras. Esta característica denomina-se

A entropia negativa.

B equifinalidade.

C homeostase.

D uniformidade de práticas.

E ciclo de eventos.

 

QUESTÃO 8

Ano: 2016 Banca: IESES Órgão: BAHIAGÁS

Em seu livro Introdução à Teoria Geral da Administração, Idalberto Chiavenato, 2003, p. 480 afirma que “a organização é um sistema criado pelo homem e mantém uma dinâmica interação com seu meio ambiente, sejam clientes, fornecedores, concorrentes, entidades sindicais, órgãos governamentais e outros agentes externos. Influi sobre o meio ambiente e recebe influência dele”. Desta forma, as organizações possuem características de Sistemas Abertos. Das alternativas abaixo, apenas uma NÃO representa uma característica de Sistemas Abertos de acordo com Chiavenato.

A Comportamento probabilístico e não-determinístico.

B Homeostase.

C Benchmarking.

D Interdependência das partes.

E Resiliência

 

QUESTÃO 9

Ano: 2014 Banca: FUNCAB Órgão: MDA

Para que uma estrutura organizacional possa ser mantida indefinidamente, é necessário que os sistemas abertos:

A detenham a negentropia e se reabasteçam de energia, em um processo reativo de obtenção de reservas de energia que recebe o nome de entropia ou homeostasia negativa.

B detenham o processo homeostásico e liberem energia para um processo reativo de obtenção de reservas de energia que recebe o nome de entropia negativa ou negentropia.

C detenham o processo entrópico e se reabasteçam de energia, em um processo reativo de obtenção de reservas de energia que recebe o nome de entropia negativa ou negentropia.

D desenvolvam o processo entrópico e se reabasteçam de energia, em um processo reativo de obtenção de reservas de energia que recebe o nome de entropia negativa ou negentropia.

E desenvolvam o processo de homeostase e liberem energia para um processo preventivo de obtenção de reservas de energia que recebe o nome de retroação positiva ou negentropia.

 

QUESTÃO 10

Ano: 2018 Banca: FCC Órgão: SEAD-AP

O conceito de Eficácia Organizacional está relacionado a enxergar as organizações como sistemas abertos, em que sobrevivem as organizações que forem capazes de manter a

A negentropia.

B entropia.

C simbiose.

D resiliência.

E permeabilidade.

 

RESPOSTAS

RESPOSTA DA QUESTÃO 1 LETRA D

RESPOSTA DA QUESTÃO 2 LETRA A

RESPOSTA DA QUESTÃO 3 LETRA C

RESPOSTA DA QUESTÃO 4 LETRA B

RESPOSTA DA QUESTÃO 5 LETRA C

RESPOSTA DA QUESTÃO 6 LETRA E

RESPOSTA DA QUESTÃO 7 LETRA B

RESPOSTA DA QUESTÃO 8 LETRA C

RESPOSTA DA QUESTÃO 9 LETRA C

RESPOSTA DA QUESTÃO 10 LETRA A

E-books GRATUITOS e Apostilas com preços IMPERDÍVEIS. APROVEITE !!

3 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *