Menu fechado

Conteúdos para estudar SMS-RJ 2019

Técnico de enfermagem, nível médio inscrições de 10/03/2019 a 21/03/2019 e prova dia 14/04/2019 EDITAL

Enfermeiro, nível superior, inscrições de 10/03/2019 a 21/03/2019 e prova dia 14/04/2019  EDITAL

Auxiliar de enfermagem, nível fundamental, inscrições de 10/03/2019 a 21/03/2019 e prova dia 14/04/2019  EDITAL

Comum aos cargos de nível superior,  Inscrições:  de 01/04/2019 a 09/04/2019 e prova 19/05/2019    EDITAL

 

Apostila para Auxiliar de Enfermagem

Apostila para Comum Aos Cargos de Nível Superior

Apostila para Enfermeiro

Apostila para Técnico de Enfermagem

Estarei atualizando as matérias para o cargo de técnico de enfermagem

Conteúdos para estudar:

II. TÉCNICO DE ENFERMAGEM

LÍNGUA PORTUGUESA

1. Compreensão e interpretação de texto contemporâneo.

1.1 Gêneros e modos de organização dos textos.

1.2 Localização de informações explícitas e implícitas no texto.

1.3 Significado de vocábulos e expressões no contexto.

2. Ortografia oficial – segundo o atual acordo ortográfico.

2.1 Acentuação gráfica.

2.2 Emprego de letras.

2.3 Emprego do hífen.

3. Formação de palavras.

3.1 Valor semântico de radicais, prefixos e sufixos.

3.2 Neologismos e estrangeirismos.

4. Uso e função das diferentes classes gramaticais.

4.1 Artigos e substantivos.

4.2 Pronomes: emprego e colocação.

4.3 Adjetivos e locuções adjetivas.

4.4 Advérbios e locuções e adverbiais.

4.5. Preposições.

4.6 Conjunções.

5. Emprego dos verbos.

5.1 Flexão verbal.

5.2 Tempos, modos e vozes verbais.

5.3 Locuções verbais, tempos compostos e formas nominais do verbo.

5.2 Correlação entre tempos verbais.

5.3 Concordância verbal.

6. Flexão e concordância nominal.

7. Regência nominal e verbal.

7.1 Crase.

8. Relações de sentido entre orações e segmentos de texto.

8.1 Coesão e coerência textual.

9. Emprego dos sinais de pontuação.

10. Denotação e conotação.

10.1 Uso e valor das figuras de linguagem.

11. Adequação da língua ao contexto de uso.

11.1 Redação oficial.

11.2 Reescrita de frases.

11.3 Variação linguística.

12. Discursos direto e indireto. 

REFERÊNCIAS:
AZEREDO, José Carlos. Gramática Houaiss da Língua Portuguesa. 2.ed. São Paulo: Publifolha, 2014. 5 reimp. da 3 ed. de 2010.
BECHARA, Evanildo. Moderna Gramática Portuguesa. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2009.
CUNHA, Celso e Lindley Cintra, L. F. Nova Gramática do Português Contemporâneo. 7. ed. Rio de Janeiro:
Lexikon, 2017.
FERREIRA, Aurélio Buarque de Holanda. Dicionário Aurélio da Língua Portuguesa. 5. ed. Curitiba: Positivo,
2010.
HOUAISS, Antônio e VILAR, Mauro de Salles. Dicionário Houaiss da língua portuguesa. Rio de Janeiro: Objetiva, 2009.
Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro. Manual de Redação Oficial da Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro.
2008. Disponível em http://www.rio.rj.gov.br/dlstatic/10112/185333/DLFE193326.pdf/RH_manual_redacao_oficial_2009.pdf (acesso em 07. Fev. 2019)

 

LEGISLAÇÃO DO SUS

1. Legislação.

2. Objetivos

3. Diretrizes

4. Participação da Comunidade e Controle Social

5. Atribuições dos três níveis de governo.

6. Ações específicas da Atenção Básica

7. Políticas intersetoriais.

REFERÊNCIAS:
BRASIL. Constituição da República Federativa Brasileira de 1988. Título VIII: Da Ordem Social. Capítulo II: Da Seguridade Social. Seção II – Da Saúde.
BRASIL. Lei nº 8.080, de 19 de setembro de 1990. Dispõe sobre as condições para a promoção, proteção e recuperação da saúde, a organização e o financiamento dos serviços correspondentes e dá outras
providências.
BRASIL. Lei nº 8.142, de 28 de dezembro de 1990. Dispõe sobre a participação da comunidade na gestão do Sistema Único de Saúde – SUS e sobre as transferências intergovernamentais de recursos financeiros na área da saúde e dá outras providências.
BRASIL. Emenda Constitucional nº 29, de 13 de setembro de 2000. Altera os arts. 34, 35, 156, 160, 167 e 198 da Constituição Federal e acrescenta artigo ao Ato das Disposições Constitucionais Transitórias, para
assegurar os recursos mínimos para o financiamento das ações e serviços públicos de saúde.
BRASIL. PORTARIA Nº 399/GM de 22 de fevereiro de 2006. Divulga o Pacto pela Saúde 2006 – Consolidação do SUS e aprova as Diretrizes Operacionais do Referido Pacto.
BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria Executiva. Departamento de Apoio à
Descentralização. Diretrizes operacionais dos Pactos pela Vida, em Defesa do SUS e de Gestão.
BRASIL DEC 7.508/2011 Regulamenta a lei Nº8080 para dispor sobre a organização do sistema único de saúde, o planejamento de saúde, a assistência à saúde e a articulação interfederativa e dá outras providências.
BRASIL PORTARIA Nº 2.436, de 21 de setembro de 2017 Aprova a Política Nacional de Atenção Básica,
estabelecendo a revisão de diretrizes para a organização da Atenção Básica, no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS).

 

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

1. Vigilância em Saúde.

2. Código de Ética e Lei do Exercício Profissional de Enfermagem.

3. Segurança e Saúde no Trabalho.

4. Enfermagem na Saúde da Mulher: assistência de enfermagem à mulher na saúde reprodutiva, no ciclo gravídico-puerperal e climatério, nos distúrbios ginecológicos.

5. Enfermagem na Saúde da Criança e do Neonato: ações preventivas, de promoção de assistência à saúde.

6. Programas Nacionais de Saúde: atuação do Técnico de Enfermagem nas práticas de atenção à saúde da mulher, da criança, do adolescente, do homem e do idoso; na prevenção, no controle e tratamento das doenças sexualmente transmissíveis, das
doenças transmissíveis, das doenças não transmissíveis e das doenças crônico-degenerativas; atuação do Técnico de Enfermagem na execução das ações relacionadas ao Programa Nacional de Imunização.

7. Fundamentos da Enfermagem.

REFERÊNCIAS:
BRASIL. Conselho Federal de Enfermagem. Resolução COFEN-311, de 08 de fevereiro de 2007. Aprova a
Reformulação do Código de Ética dos Profissionais de Enfermagem. Disponível em:
http://www.cofen.gov.br/wp content/uploads/2012/03/resolucao_311_anexo.pdf (acesso em 07/02/2019)
BRASIL. Decreto n. 94.406, de 08 de junho de 1987. Regulamenta a Lei nº 7.498 de 25 de junho de 1986 que dispõe sobre o exercício da enfermagem e dá providências. Disponível em: www.cofen.gov.br/decreto-n9440687_4173.html (acesso em 07/02/2019)
BRASIL. Ministério da Saúde. PORTARIA Nº 204, de 17 de fevereiro de 2016. Define a Lista Nacional de
Notificação Compulsória de doenças, agravos e eventos de saúde pública nos serviços de saúde públicos e privados em todo o território nacional, nos termos do anexo, e dá outras providências. Disponível em:
http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2016/prt0204_17_02_2016.html (acesso em 30/01/2019)
BRASIL._____. Exposição a materiais biológicos. Brasília, 2006. Disponível em:
http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/exposicao_materiais_biologicos.pdf (acesso em
07/02/2019 )
_____._____. Secretaria de Vigilância em Saúde. Guia de Vigilância em Saúde. Volume único. 2ª edição.
Brasília, 2017. Disponível em: http://portalarquivos2.saude.gov.br/images/PDF/2017/outubro/16/VolumeUnico-2017.pdf (acesso em 30/01/2019)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *