Menu fechado

Raciocínio Lógico: Lógica de argumentação

APOSTILAS OPÇÃO - O CONTEÚDO CERTO PARA SUA APROVAÇÃO

CONCURSO PC-DF 2020 SAIU O EDITAL!

APOSTILA PREPARATÓRIA BANCO DO BRASIL

APOSTILAS PARA O CONCURSO DA CÂMARA DE IMPERATRIZ - MA

Raciocínio Lógico: Lógica de argumentação

Também conhecida como Argumentação lógica

A lógica é como pensamos sobre o que sabemos ou achamos que sabemos. Ela é usada para podermos trabalhar nosso raciocínio. Poderíamos dividi-la em duas formas:

Lógica formal: É achar coerência em situações que pareçam incoerentes.

Lógica material: Foca o que é real sobre a questão abordada.

Argumento: É uma afirmação ou pensamentos relacionados que juntos criam uma justificativa para esclarecer uma situação. Normalmente são utilizadas premissas com explicação lógica para construir uma conclusão. De uma forma mais prática o argumento é um grupo de premissas (proposições) com a intenção de chegar a uma conclusão.

Ex.:

Todos os cariocas gostam de samba

Todos que gostam de samba gostam de música

Conclusão: Todos os cariocas gostam de música

Então o argumento é válido

 

Tipos argumentos

 

Analogia:

É um raciocínio analógico, ou seja, faz uma comparação de semelhança entre coisas ou fatos conhecidos com desconhecidos. As premissas devem ser verdadeiras, a quantidade de elementos deve ser quase. As premissas devem ter informações suficientes para que a conclusão seja verdadeira.

Todos os animais são irracionais

APOSTILAS OPÇÃO - O CONTEÚDO CERTO PARA SUA APROVAÇÃO

CONCURSO PC-DF 2020 SAIU O EDITAL!

APOSTILA PREPARATÓRIA BANCO DO BRASIL

APOSTILAS PARA O CONCURSO DA CÂMARA DE IMPERATRIZ - MA

Todas as raposas são animais

Conclusão: todas as raposas são irracionais

 

Indução:

É um raciocínio indutivo que levam em consideração as premissas iniciais que se generalizam para se chegar a uma conclusão, ou seja, para tirar alguma conclusão as primeiras informações são as mais importantes. Pode ser por enumeração, intuição ou eliminação. Quando as proposições não fornecem dados suficientes para que a conclusão possa ser válida.

Exemplo:

A avó de Maria era uma excelente cozinheira

A mãe de Maria era uma excelente cozinheira

Maria é uma excelente cozinheira.

A filha de Maria será uma excelente cozinheira

Não dá para garantir que a filha de Maria será uma excelente cozinheira só por que seus ancestrais foram.

 

Dedução:

O raciocínio dedutivo parte de uma premissa global para uma específica. A validade deste raciocínio esta ligada à ordem das premissas ou sua estrutura preservando a verdade. Ele tenta provar que uma premissa esta correta a partir da veracidade das outras premissas, ou seja, se as premissas são verdadeiras a conclusão também será verdadeira. Um raciocínio dedutivo é válido quando suas premissas, se verdadeiras, fornecem provas convincentes para sua conclusão.

Os lobos são da família dos canídeos

Todos os canídeos são carnívoros

Então todos os lobos são carnívoros

Caso queira se aprofundar no tema dê uma olhada neste artigo: Lógica de argumentação: analogias, inferências, deduções e conclusões.

Dicas importantes:

 

Gran Curso Online: Milhares de videoaulas e PDF. 230 mil questões de concursos e com mais de 650 mil aprovados. Saiba porque recomendo!

 

Apostilas Opção: 26 anos no mercado, produzindo apostilas completas e atualizadas. Saiba por que recomendo! 

4 Comentários

  1. Rafael

    A última tabela-verdade, que diz respeito ao conteúdo explicativo do que é contingência, está incorreta! Atenção…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *