Teoria dos conjuntos: as relações de pertinência, inclusão e igualdade

Data da atualização: 25/01/2017

No final da postagem tem uma videoaula para completar seus estudos

E você, qual o concurso você vai fazer? Faça um comentário para mim, pois posso fazer postagens direcionadas para ele e te ajudar mais. Aproveita também para inscrever seu e-mail para receber conteúdos todos os dias.

Dica: Para você que não esta encontrando o conteúdo que precisa ou prefere estudar por apostilas dá uma olhada no site Apostilas Opção, lá eles tem praticamente todas as apostilas atualizadas de todos os concursos abertos. Caso queira saber por que indico as Apostilas Opção clique aqui!

Bons estudos!

Teoria dos conjuntos: as relações de pertinência, inclusão e igualdade

Relação de pertinência

Imagine um conjunto A cujo seus elementos são os números naturais menores que 10:

A = {0, 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9}

–> O número natural 3 pertence ao conjunto A;

–> O número natural 35 não pertence ao conjunto B.

Então, a relação entre um elemento e um conjunto é denominado de relação de pertinência.

Para indicar se um elemento pertence a um conjunto, usamos o seguinte símbolo ∈ (lê-se: Pertence), e para indicar se um elemento não pertence a um conjunto, usamos o seguinte símbolo ∉ (lê-se: Não Pertence).

–> 3 ∈ A (3 pertence a A)

–> 35 ∉ A (35 não pertence a A)

Outro exemplo:

Dado o conjunto A = {-8, -4, -2, 0, 1, 2, 3}, podemos dizer que – 4 ∈ A ( – 4 pertence a A) e que 5 ∉ A ( 5 não pertence a A)

Relação de inclusão

Relação de inclusão é quando todos os elementos de um determinado conjunto pertencem ou não a um outro conjunto. Essa relação é indicada  pelos seguintes símbolos:

⊂ → lê-se: está contido

⊃ → lê-se: contém

⊄ → lê-se: não está contido

⊅ → lê-se: não contém

Para entendermos melhor, darei alguns exemplos para melhor compreensão.

Exemplo 01

Considere os conjuntos abaixo:

A = {1, 2, 3}

B = {1, 2, 3, 4, 5}

temos:

1 ∈ A    e    1 ∈ B

2 ∈ A    e   2 ∈ B

3 ∈ A    e   3 ∈ B

Perceba que, todos os elementos do conjunto A também pertencem ao conjunto B, então podemos afirmar que A está contido em B, podendo ser indicado da seguinte maneira: A ⊂ B. E se A ⊂ B, podemos também dizer que B contém A, podendo ser indicado da seguinte maneira: B ⊃ A.

Exemplo 02

Agora considere os seguintes conjuntos abaixo:

A = {0, 1, 2, 3}

B = {1, 2, 3, 4}

temos:

0 ∈ A    e   0 ∉ B

1 ∈ A    e   1 ∈ B

2 ∈ A    e   2 ∈ B

3 ∈ A    e   3 ∈ B

Apostilas para todos os cargos  SEDUC-AM 2018 CLIQUE AQUI!!

Chegou as apostilas para todos os cargos Prefeitura de MACAPÁ-AP CLIQUE AQUI!!

Apostilas para todos os cargos PC-SP 2018 CLIQUE AQUI!!

Perceba que, nem todos os elementos do conjunto A pertence ao conjunto B. Então podemos dizer que A não está contido em B, podendo ser indicado da seguinte maneira: A ⊄ B. Logo, B não contem A, que também é indicado por B ⊅ A.

Então:

Quando todos os elementos do conjunto A também pertencem B, dizemos que A está contido em B, ou A é subconjunto de B, ou A é parte de B. Também dizemos que B contem A.

Quando nem os elementos do conjunto A pertencem a B, dizemos que A não está contido em B. Também dizemos que B não contem A.

É importante sabermos que:

Todo subconjunto é subconjunto de si mesmo, ou seja, A ⊂ A.

O conjunto vazio é subconjunto de qualquer conjunto, ou seja, Ø ⊂ A, qualquer que seja o conjunto A.

Exemplo 03

Dado o conjunto A = {a, e, i}, podemos obter os seguintes subconjuntos de A:

subconjunto sem elementos: Ø;

subconjunto com um elemento: {a}, {e}, {i};

subconjunto com dois elemento: {a, e}, {a, i}, {e, i};

subconjunto com três elemento: {a, e, i};

Então, os subconjuntos de A são: {a}, {e}, {i}, {a, e}, {a, i}, {e, i}, {a, e, i}.

Relação de igualdade

Dizemos que dois ou mais conjuntos são iguais, quando todos possuem o mesmo elemento. Você irá entender melhor com o exemplo abaixo.

Dado dois conjuntos A e B, cujo seus elementos são:

A = {c, a, r l, o, s}

B = {a, r, c, s, l, o}

Observe que os elementos de A e B são o mesmo, então podemos afirmar que o conjunto A é igual ao conjunto B.

Então, dois ou mais conjuntos são iguais quando possuem os mesmos elementos.

Para indicar se um conjunto é igual ou diferente do outro, utilizamos os seguintes símbolos:

= (lê-se igual)

≠ (lê-se diferente)

Exemplos:

A = {c, a, r l, o, s}

B = {a, r, c, s, l, o}

C = {1, 2, 3, 4, 5}

D = {5, 4, 3, 2, 1}

Podemos afirmar que:

A = B ==> (lê-se: A igual B)

C = D ==> (lê-se: C igual D)

A ≠ C ==> (lê-se: A diferente de C)

B ≠ D ==> (lê-se: B diferente de D)

Fonte: Matemática na web

Representação por diagramas: Diagramas de Venn (Diagramas Lógicos)

Teoria dos conjuntos

Números inteiros

Teoria dos conjuntos

Deseja conteúdos resumidos e de fácil entendimento? clique aqui!

Apostilas para ENCCEJA  MÉDIO 2018, APROVEITE!!

Apostilas para todos os cargos  SEDUC-AM 2018 CLIQUE AQUI!!

Apostilas para todos os cargos PC-SP 2018 CLIQUE AQUI!!

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.

%d blogueiros gostam disto: