Menu fechado

Categoria: Conhecimentos Bancários

Mercado financeiro e seus desdobramentos (mercados monetário, de crédito, de capitais e cambial) Parte 3

Operadores supervisionados pelo Banco Central:

 

Bancos e caixas econômicas:

Caso preferir, no vídeo abaixo tem esta postagem em áudio e vídeo

Banco (Instituição financeira)

Banco é a instituição financeira especializada em intermediar o dinheiro entre poupadores e aqueles que precisam de empréstimos, além de custodiar (guardar) esse dinheiro. Ele providencia serviços financeiros para os clientes (saques, empréstimos, investimentos, entre outros).

Os bancos são supervisionados pelo Banco Central (BC), que trabalha para que as regras e regulações do Sistema Financeiro Nacional (SFN) sejam seguidas por eles.

Mercado financeiro e seus desdobramentos (mercados monetário, de crédito, de capitais e cambial) parte 2

Mercado financeiro e seus desdobramentos (mercados monetário, de crédito, de capitais e cambial) Parte 2

 

O principal ramo do SFN que lida com os mercados monetário, de crédito, de capitais e cambial tem como:

Caso preferir, no vídeo abaixo tem esta postagem em áudio e vídeo

 

Órgão normativo:

Os órgãos normativos determinam regras gerais para o bom funcionamento do Sistema Financeiro Nacional

Comissão de Valores mobiliários (CVM)

Comissão de Valores mobiliários (CVM):

 

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) foi criada em 07/12/1976 pela Lei 6.385/76, com o objetivo de fiscalizar, normatizar, disciplinar e desenvolver o mercado de valores mobiliários no Brasil.

Caso preferir, no vídeo abaixo tem esta postagem em áudio e vídeo

A CVM é uma entidade autárquica em regime especial, vinculada ao Ministério da Fazenda, com personalidade jurídica e patrimônio próprios, dotada de autoridade administrativa independente, ausência de subordinação hierárquica, mandato fixo e estabilidade de seus dirigentes, e autonomia financeira e orçamentária.

Mercado financeiro e seus desdobramentos (mercados monetário, de crédito, de capitais e cambial)

ATENÇÃO: A Estrutura do Sistema Financeiro Nacional é um dos assuntos que mais é pedido nos concursos do Banco do Brasil, por isso, farei vários vídeos aprofundando este assunto.

Eu recomendo que assista todos os vídeos até o final, pois apesar de abordar de maneira resumida os assuntos, eles estarão bem completos.

Caso preferir, no vídeo abaixo tem esta postagem em áudio e vídeo

Mercado financeiro e seus desdobramentos

(mercados monetário, de crédito, de capitais e cambial)

Startups

Startups

 

O que é uma Startup?

 

É uma empresa nova composta de pessoas empreendedoras que buscam constantemente a inovação (soluções criativas) através da tecnologia, de maneira repetível (entrega do produto ou serviço em larga escala), escalável (aumentar mais o faturamento do que seus custos). E flexível (tomada rápida de decisões)

Caso preferir, no vídeo abaixo tem esta postagem em áudio e vídeo

Fintechs

Fintechs

 

Fintechs (financial technology (tecnologia financeira, em português)) são empresas que introduzem inovações nos mercados financeiros por meio do uso intenso de tecnologia, com potencial para criar novos modelos de negócios. Atuam por meio de plataformas online e oferecem serviços digitais inovadores relacionados ao setor.

Caso preferir, no vídeo abaixo tem esta postagem em áudio e vídeo

Comitê de Basileia para supervisão bancária

Comitê de Basileia para supervisão bancária

 

Ano: 2018 Banca: CESGRANRIO Órgão: Banco do Brasil

Com o objetivo de evitar crises financeiras, o Banco Central do Brasil tem adotado, nas últimas décadas, diversos mecanismos visando a compatibilizar as normas do Sistema Financeiro Nacional com os requisitos emanados dos chamados Acordos de Capital da Basileia, que estabelecem regras do Banco de Compensações Internacionais (BIS, na sigla em inglês) para assegurar a estabilidade financeira internacional. Desde o final da década de 1980, foram emitidos os Acordos da Basileia I (1988), Basileia II (2004) e Basileia III (2010).

Open banking

Open banking

 

O que é?

O Open Banking, ou sistema financeiro aberto, é a possibilidade de clientes de produtos e serviços financeiros permitirem o compartilhamento de suas informações entre diferentes instituições autorizadas pelo Banco Central e a movimentação de suas contas bancárias a partir de diferentes plataformas e não apenas pelo aplicativo ou site do banco, de forma segura, ágil e conveniente.

Caso preferir, no vídeo abaixo tem esta postagem em áudio e vídeo

Mobile banking

Mobile banking

 

Mobile banking são serviços bancários oferecidos através de um aplicativo do banco baixado e instalado em dispositivos móveis como celulares ou tablets por exemplo.

Nele você pode fazer transferências de valor, consultar saldos e extratos, pagar conta dentre outros serviços

Caso preferir, no vídeo abaixo tem esta postagem em áudio e vídeo

É um serviço online disponível 24 horas.

Internet banking

Internet banking

 

O que é Internet Banking?

É um canal para você acessar seu banco e ter informações de sua conta corrente, poupança, movimentar valores ou outros serviços através da internet por meio de um computador.

Quando você acessa seu banco através de um aplicativo dele instalado em seu celular é considerado mobile banking, apesar de ter acessado através da internet.

Caso preferir, no vídeo abaixo tem esta postagem em áudio e vídeo

Vantagens do internet banking

Estrutura do Sistema Financeiro Nacional; Órgãos normativos e instituições supervisoras, executoras e operadoras.

Estrutura do Sistema Financeiro Nacional; Órgãos normativos e instituições supervisoras, executoras e operadoras.

 

O Sistema Financeiro Nacional (SFN) é formado por um conjunto de entidades e instituições que promovem a intermediação financeira, isto é, o encontro entre credores e tomadores de recursos. É por meio do sistema financeiro que as pessoas, as empresas e o governo circulam a maior parte dos seus ativos, pagam suas dívidas e realizam seus investimentos.

Caso preferir, no vídeo abaixo tem esta postagem em áudio e vídeo

O SFN é organizado por agentes normativos, supervisores e operadores. Os órgãos normativos determinam regras gerais para o bom funcionamento do sistema. As entidades supervisoras trabalham para que os integrantes do sistema financeiro sigam as regras definidas pelos órgãos normativos. Os operadores são as instituições que ofertam serviços financeiros, no papel de intermediários.

 

Diretrizes para o Sistema Financeiro Nacional

Sistema de bancos-sombra (Shadow banking)

Sistema de bancos-sombra (Shadow banking)

 

 

O Sistema de bancos-sombra (Shadow banking), também conhecido como sistema bancário paralelo, é um sistema financeiro não bancário que fornecem serviços parecidos aos dos bancos comerciais e também são supervisionados, mas tem regulação própria e mais simples que as dos bancos tradicionais.

O sistema financeiro bancário recebe depósitos e são seguros, pois os bancos precisam ter patrimônio líquido suficiente para cobrir todos os seus compromissos financeiros e devem verificar os clientes para que não haja dinheiro ilegal.

Caso preferir, no vídeo abaixo tem esta postagem em áudio e vídeo

Já o Sistema de bancos-sombra (Shadow banking), não recebe depósitos, por isso, não tem necessidade de ter patrimônio líquido suficiente para garantir seus compromissos, tornando a aplicação mais arriscada.

COPOM – Comitê de Política Monetária

COPOM – Comitê de Política Monetária

 

O Comitê de Política Monetária (COPOM) do BACEN foi instituído em 1996.

Caso preferir, no vídeo abaixo tem esta postagem em áudio e vídeo

O Comitê de Política Monetária (Copom) é o órgão do Banco Central, formado pelo seu Presidente e diretores, que define, a cada 45 dias, a taxa básica de juros da economia – a Selic.

Caixas Econômicas

Caixa Econômica Federal e outras caixas econômicas:

A Caixa Econômica Federal, criada em 1.861, está regulada pelo Decreto-Lei 759, de 12 de agosto de 1969, como empresa pública vinculada ao Ministério da Fazenda.

Trata-se de instituição assemelhada aos bancos comerciais, podendo captar depósitos à vista, realizar operações ativas e efetuar prestação de serviços.

Uma característica distintiva da Caixa é que ela prioriza a concessão de empréstimos e financiamentos a programas e projetos nas áreas de assistência social, saúde, educação, trabalho, transportes urbanos e esporte.

Pode operar com crédito direto ao consumidor, financiando bens de consumo duráveis, emprestar sob garantia de penhor industrial e caução de títulos, bem como tem o monopólio do empréstimo sob penhor de bens pessoais e sob consignação e tem o monopólio da venda de bilhetes de loteria federal.

Além de centralizar o recolhimento e posterior aplicação de todos os recursos oriundos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), integra o Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE) e o Sistema Financeiro da Habitação (SFH).

Atualmente, não há no Brasil caixas econômicas estaduais.

Fonte: Banco Central do Brasil