Menu fechado

Categoria: Ética e filosofia

Os valores, a ética e a lei

Os valores, a ética e a lei

A ética se consolidou ao longo do tempo, sem qualquer regulamentação levando em conta os valores morais (com base na razão) de um grupo e a lei nasceu da avaliação política e social visando os interesses recentes e objetivo deste mesmo grupo social.

A lei é um princípio que dita as regras a serem seguidas pelas pessoas na sociedade para se ter uma estabilidade social. Ela nos mostra como agir corretamente e demonstra os deveres e direitos que todos tem para se ter uma sociedade justa e igualitária, já que boa parte das pessoas não conseguem seguir os valores éticos por vontade própria. A lei garante o s direitos fundamentais do cidadão e defende o bem comum.

A ética age mais internamente (consciência) nas pessoas e a lei atua mais externamente(prática).

Conceitos: ética, moral, valores, virtudes e liberdades Parte 2

Valores:

Valores é o conjunto de características de uma determinada pessoa ou organização, que determinam a forma como a pessoa ou organização se comportam e interagem com outros indivíduos e com o meio ambiente.

A palavra valor pode significar merecimento, talento, reputação, coragem e valentia. Assim, podemos afirmar que os valores humanos são valores morais que afetam a conduta das pessoas. Esses valores morais podem também ser considerados valores sociais e éticos, e constituem um conjunto de regras estabelecidas para uma convivência saudável dentro de uma sociedade.

Ética no serviço público – questões comentadas

Questão 1  Sobre Ética e Moral
Ano: 2015  Banca: CESPE  Órgão: MPU    Prova: Técnico do MPU – Segurança Institucional e Transporte
Com relação a moral e ética, julgue o item a seguir.

A ética é um ramo da filosofia que estuda a moral, os diferentes sistemas públicos de regras, seus fundamentos e suas características.

 Certo     Errado

RESPOSTA:

A ética é a disciplina filosófica onde reflete criticamente a moral, para assim por em pratica se for o correto. Neste texto foi usado o termo sistemas públicos mostrando oposição a particulares. Não é a distinção entre público e privado, mas entre coletivo e individual. E, naturalmente, a ética se presta a estudar tais conjuntos de regras coletivas.

RESPOSTA: CERTO

Caso queira estudar o conteúdo teórico: Ética e Moral

Portaria PGR/MPU nº 98/2017 (Código de Ética e de Conduta do Ministério Público da União e da Escola Superior do Ministério Público da União).

Portaria PGR/MPU nº 98/2017 (Código de Ética e de Conduta do Ministério Público da União e da Escola Superior do Ministério Público da União).

Fiz um resumo dos principais itens desta portaria, mas sempre recomendo pelo menos um lida direto na Portaria, pois pode ser pedido algo bem específico dela.

PORTARIA Nº 98, DE 12 DE SETEMBRO DE 2017.

Aprova o Código de Ética e de Conduta do Ministério Público da União e da Escola Superior do Ministério Público da União.

A ética é um atributo de valor para a sociedade, sendo que  o integrante da Administração pública deva ter padrões éticos de probidade, decoro e boa-fé.

Ética e responsabilidade social

Ética

A ética é importante por que respeita os outros e a dignidade humana, ética é o que todos temos só falta desenvolver e acreditar no bem, a ética nos orienta e nos ajuda para uma vida boa; Mas boa em que sentido? No sentido do bem, fazer o bem para com as pessoas, ajudar, orientar e pensar em outros e pensar neles também para podermos ser felizes, atingir a felicidade está também em atingir a felicidade do outro. A ética é praticada sem nenhum tipo de determinação vem de dentro, do consciente.

A Ética é a disciplina ou campo do conhecimento que trata da avaliação do comportamento de pessoas e organizações. A Ética lida com o que pode ser diferente do que é, da aprovação ou reprovação do comportamento observado em relação ao comportamento ideal. O comportamento ideal é definido por meio de um código de conduta ou código de ética (Maximiniano, 2008)

 

Ética e responsabilidade social

Ética, princípios e valores – Parte 2

Honestidade:

Ser honesto é ser verdadeiro, ou seja, não mente e não engana. É uma pessoa que tem dignidade. Ele é contra a Lei de Gerson, aquele da propaganda que estimulava as pessoas a levarem vantagem e serem espertas. É observador das regras morais.

A honestidade é ligada à pessoa integra, decente e de honra, é uma pessoa que tem a coragem de cumprir com suas obrigações corretamente, mesmo que gere alguma consequência, pois é uma pessoa de moral elevado.

Ética e conflito de interesses

Ética e conflito de interesses

Ética: Estudo dos juízos de apreciação referentes à conduta humana, do ponto de vista do bem e do mal. Conjunto de normas e princípios que norteiam a boa conduta do ser humano.

Conflito é uma situação na qual uma parte se frustra ao cumprir seu interesse por conta de algo ou alguém que impossibilite tal realização. Desta forma, conflito de interesse pode ser definida como a situação em que uma parte não realiza seu interesse devido à outra parte ter cumprido o interesse dela, situação esta que gera frustração. O conflito de interesse também pode ocorrer quando somente uma pessoa tem dois interesses em relação a um mesmo cenário.

Conceitos: ética, moral, valores, virtudes e liberdades

Conceitos: ética, moral, valores, virtudes e liberdades

 

 Ética

A ética é importante por que respeita os outros e a dignidade humana, ética é o que todos temos só falta desenvolver e acreditar no bem, a ética nos orienta e nos ajuda para uma vida boa; Mas boa em que sentido? No sentido do bem, fazer o bem para com as pessoas, ajudar, orientar e pensar em outros e pensar neles também para podermos ser felizes, atingir a felicidade está também em atingir a felicidade do outro. A ética é praticada sem nenhum tipo de determinação vem de dentro, do consciente.

 

Moral

Resolução CJF nº 147/2011 (Código de Conduta do Conselho da Justiça Federal de Primeiro e Segundo Graus)

Fiz um resumo da resolução que esta bem completo, mas sempre sugiro uma leitura direto na lei, pois pode cair alguma questão mais específica.

 

RESOLUÇÃO N. 147, DE 15 DE ABRIL DE 2011. Institui o Código de Conduta do Conselho e da Justiça Federal de primeiro e segundo graus.

 

Finalidades:

I – tornar claras as regras de conduta dos servidores e gestores do Conselho e da Justiça Federal de primeiro e segundo graus;

II – assegurar que as ações institucionais empreendidas por gestores e servidores do Conselho e da Justiça Federal de primeiro e segundo graus preservem a missão desses órgãos e que os atos delas decorrentes reflitam probidade e conduta ética;

III – conferir coerência e convergência às políticas, diretrizes e procedimentos internos do Conselho e da Justiça Federal de primeiro e segundo graus;

IV – oferecer um conjunto de atitudes que orientem o comportamento e as decisões institucionais.